Tailandia -Chiang Mai

Chiang Mai , ao lado das ilhas , e’ provavelmente o destino mais procurado na Tailandia pelos turistas, principalmente os europeus.A floresta tropical ,os esportes radicais , o clima mochileiro , a culinaria ,os precos camaradas e infelizmente , o turismo sexual , sao as principais atracoes da cidade. Nao que algum brasileiro se impressione com aquela floresta tropical . Sem exagerar no patriotismo , a nossa da de mil a zero. Mas o clima de eterno domingo conquista qualquer um que passe por la. Sem falar que la e’ um ponto excelente para quem quer fazer alguns passeios pela regiao ,como a famosa visita a aldeia das mulheres-girafa. E foi exatamente por causa delas que despecamos de Bangcoc e fomos para la , de trem, durante 12 horas. Ficamos somente 3 dias em Chiang Mai , o que para a maioria seria um crime , e para nos foi perfeito. Nao estavamos nada interessados em curtir aquela floresta , que como ja disse , sem falsa modestia temos melhores. Queriamos andar de elefante , ver as mulheres girafa , ir nas feirinhas famosas , e ver o lindissimo templo de Doi Suthep . E foi o que fizemos. Marcamos nossa ida para um final de semana , pois as famosas Saturday and Sunday walking street funcionam somente sabado e domingo , respectivamente.

E as feirinhas foram o ponto alto para nos. Nao , elas nao tem nada de supermega especial, nada de super diferente que os outros lugares, mas tem lugar melhor para conhecer o povo, a cultura e a comida de um pais do que num mercado desses?

A feira de Sabado eh bem menor que a de Domingo, mas as duas sao igualmente encantadoras! As comidas sao um capitulo a parte. Dizem as boas linguas que as maiores escolas de culinaria do pais estao em Chiang Mai, e realmente a comida la faz jus a fama! Comida de feira eh simples, e as porcoes sao pequenas, por isso mesmo eu e o Klaus decidimos fazer um tour culinario pela feira. Pedimos incontaveis porcoes de tudo quanto eh comida, comemos somente o necessario para provar e assim passamos por varias barracas, saimos empanturrados de tanta comida boa, mas bem menos do que imaginei que estarei apos aquela orgia alimentar! Andamos muito para fazer a digestao,vimos artistas de ruas, barraquinha de curandeiras, compramos bugigangas mil,rimos das figuras,dissemos milhoes de naos para os gritos de ”thai massage, thai massage” (que diferente do que pensam , eh realmente somente uma massagem), enfim, amamos!

Uma delicia que aprendi a comer la. Morango com acucar e sal, sim sal!

Uma mistura perfeita!

 

No primeiro dia , ficamos hospedados no Happy house , 300 baht o casal , com banheiro no quarto , agua quente e ventilador. Super limpo, atendimento bom, nada a reclamar mesmo. Apesar de termos adorado , na segunda e terceira noite , ficamos no Julie’s guest house ,que fica em frente a Happy House , e onde queriamos ficar inicialmente. O preco , inacreditavies 200 baht por casal, com os mesmos beneficios do outro. O quarto era ruim, apertado e longe de ser dos mais limpos . Mas o clima do albergue e’ tao bacana que qualquer outra coisa fica em segundo plano. Sem contar que conseguimos depois de muita busca achar um local otimo, de bom preco e confiavel de massagem atraves do albergue. E todo o nosso tour para o parque dos elefantes, para aas mulheres girafa e para o parque nacional da cidade foram feitos atraves da agencia de viagem que fica dentro do albergue. Eles nos deram todas as dicas para irmos independentes ao templo de Doi Suthep. Entao devemos metade do sucesso a visita a Chiang Mai ao pessoal do Julie’s. Tambem sei que ficamos nos quartos mais antigos e baratos . Ha quartos melhores , e acho que vale a pena dar uma olhada . Em uma das noites, depois de muito andar , beber e saracotiar pelo Night Bazaar, que eh um quarteirao com camelos, bares , um samba do crioulo doido interessante(fora as milhares de garotas de programa novinhas com velhos europeus…), acabamos a noite no bar do Julie’s e foi uma delicia. Ficamos la batendo papo com quem vinha e ia, deitados nos sofas do bar do albergue. Foi otimo e me fez perceber que mesmo pela estrutura ruim do quarto,valeu a pena.

Um pedacinho do bar do albergue

Antes que eu esqueca, em frente do Julie’s hostel tem um lugar que vende umas comidinhas bem boas e lindas. Eles severm mais sanduiches e vitamninas, mas tem comidas otimas tambem. Sem contar que eh um otimo ponto de encontro, o dono da lanchonete eh muito gente boa e fala um ingles razoavel o suficiente para atrair a gringaida dos albergues ao redor.

Olha que fofo

Outra coisa que nao posso deixar nunca de falar melhor eh a massagem tailandesa que fizemos no Saija Massage. Para comeco de conversa, a massagem tailandesa pode te arrebentar se feita por quem nao entende do assunto de verdade. E nao tem absolutamente nada de sacanagem na historia. Quem ja fez sabe que pode doer tanto que so muita perversao para pensar o contrario! Elas usam o corpo sim para massagear, como o cotovelo por exemplo! E elas andam em cima de voce mesmo. A minha massagista era gordinha, e juro que nao me machucou! Foi perfeito, estavamos no meio da viagem e muito cansados, principalmente depois das 12 horas de trem(depois falo mais sobre isso!) No final da massagem ela te puxa de um jeito que joga todo o seu peso em cima dela e te alonga todo. O corpo fica bem doido no dia, masssss no dia seguinte, tanananam… estava nova! Foi tao bom que nem tive coragem de fazer outra massagem propriamente tailandesa no resto da viagem de tao boa que foi. E esse post esta ficando enorme… Portanto Chiang Mai continua nos proximos posts! Tem muita coisa para falar! Aguardem!

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 11 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Escreve todos os posts mas faz o blog junto com o marido, Klaus. Para saber mais sobre, clique no "sobre nós" na barra superior.

Um comentário em “Tailandia -Chiang Mai

  • agosto 24, 2012 a 1:14 pm
    Permalink

    Oi Liliana,
    Estou montando uma viagem pela Tailândia e muito na dúvida se coloco ou não Chiang Mai. A princípio não incluiria, mas algo me diz que deveria ir…
    Pelo que leio é um destino que atrai muitos turistas, mas não tenho muito interesse em elefantes, tigres, pescoçudas, florestas.
    Vc acha que ainda assim vale a pena?

    Responder
    • agosto 24, 2012 a 7:25 pm
      Permalink

      Eu fui a Chiang Mai principalmente por causa das pescoçudas, pelo templo nas montanhas e porque os meus amigos que foram diziam que eu tinha que ir de qualquer jeito. Tb fiquei na duvida, ate achava que aquele sacrifico todo nao ia valer tanto a pena. No final das contas acabei amando a cidade por tudo que ela é, e não só pelos motivos que me levaram lá. Não sei explicar o que tem lá, acho que é o clima, a mistura dos turistas com o dia a dia dos tailandeses , tudo em perfeita harmonia e sem a confusão de Bangcoc. Adorei e recomendo muito. Foi fora de mão para mim mas não me arrependi. recomendo fortemente que vc vá num final de semana para ver o Saturday e o Sunday markets, que para mim foram o ponto alto da cidade. As comidas, as pessoas, aquele samba do crioulo doido de feiras que eu adoro. Sai de lá morrendo de pena e doida para ter ficado mais! Como pode ver sou suspeita, mas conheço gente que foi e não curtiu, isso é tão pessoal que é difícil opinar.bjs e obrigada pela visita!!!

      Responder
  • agosto 29, 2012 a 11:25 am
    Permalink

    Obrigadinha Liliana
    Eu leio leio e continuo na dúvida.
    Que bom que vc gostou 😉

    Responder
  • março 11, 2014 a 5:52 pm
    Permalink

    Oi Liliana,
    tudo bem?
    Estou amando seus posts sobre a Tailândia. Estão me ajudando muito!!!
    A segunda parte do post sobre Chiang Mai está fora do ar….
    Bjos
    Calu

    Responder
    • março 11, 2014 a 7:28 pm
      Permalink

      Oi Carolina, que bom! Eu consegui abrir aqui sem problemas. Sera que não é o seu browser? Se vc estiver acessando do trabalho o seu proxy pode estar bloqueando tb.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.