Tailandia-Informacoes gerais

Primeiro , recomendo muito a companhia aerea Etihad Airways   . E’ relativamente nova , otima e muito barata. Provavelmente a melhor companhia aerea que ja utilizei , e com o melhor custo beneficio. Ha sites que disponibilizam passagens da Etihad , mas a melhor opcao e’ comprar pelo site deles. Tive problema na hora de efetuar o pagamento , um erro na pagina , mas pelo telefone foi tudo resolvido. Outra recomendacao que posso dar , va por conta propria. Nao va por agencia!!!  A Tailandia , apesar da barreira do idioma e da cultura, e’ um pais que proporciona essa liberdade. E eh maravilhoso ter tudo isso de uma vez so, a liberdade de fazer tudo por sua conta e o contato com uma cultura completamente diferente.  E com certeza faz diferenca no bolso tambem. Reservas so devem ser feitas em alta temporada nas cidades e ilhas com pouca acomodacao , ou ilhas badaladissimas , como Phi phi. Para a primeira noite no pais tambem e’ recomendavel a reserva , mas so de uma noite .Ao vivo voce vera se gosta do local e negociar precos .Pode parecer antigo, mas ainda funciona assim em varios locais. Alias , sempre negocie os precos , o maximo que voce pode ouvir e’ um nao., e muitas vezes o preco pode cair consideravelmente.Barganhar eh lei na Tailandia!
Em Bangcoc especialmente , muita atencao com as ofertas maravilhosas dos taxis e tuk-tuks. Os taxistas , mesmo com uma placa no carro de todo tamanho dizendo “taxi-meter” , dificilmente querem usar o taximetro. Eles sempre tentam negociar o preco , e logico que esse valor e’ muito acima do que se deve pagar. Pergunte ao taxista se ele usa o taximetro antes de entrar no carro , e se ele disser que nao , nao va! Muitos preferem ficar sem fazer nada a cobrar o preco justo , mas nao caia nessa porque o valor e’ realmente abusivo. Passamos por uma situacao bem desagradavel, na saida da estacao rodoviaria, onde so tinham taxis desses mafiosos, que quiseram cobrar o olhos da cara. Olhamos em volta e nao vimos mais nenhuma opcao, e fomos contrariados pagando uma pequena fortuna(o triplo do que foi pago na ida,preco cobrado pelo taximetro) e logo vimos que do outro lado tinham varios taxis esperando. Me da raiva de lembrar, mas nosso trem ia sair em pouco tempo , e tinhamos uma hora para chegar do outro lado da cidade! Quanto aos tuk-tuks , muito cuidado tambem. Alias, todo cuidado eh pouco ! Eles oferecem uma corrida muitissimo barata , tipo 20 baht pelo tour , ou ate de graca , mas desconfie . O que a maioria faz e’ , antes de te levar ao destino combinado , parar de loja em loja , aonde vendedores tentarao te empurrar produtos vagabundos por um preco absurdo e de maneira bem incoveniente ! E voce ainda corre o risco de ser largado para tras pelo motorista se nao comprar nada. Ha muito espertinho querendo se dar bem , e mesmo com toda malandragem brasileira , se voce nao ficar esperto cai na deles.Acho que nos brasileiros temos a mania de relaxar quando estamos fora. E muito vezes nos damos mal com isso!Em Bangcoc e Chiang Mai ha muitos casos de golpes , e o golpista e’ sempre alguem bem vestido , articulado e simpatico. Quando a esmola for demais , tem que desconfiar mesmo! Falando assim parece ate que e’ um lugar onde se fica tenso todo o tempo ,mas e’ exatamente pelo clima relax total e’ que nao custa ter um certo cuidado. O pais nao inspira tensao , nem cuidado constante, por mais insistentes que sejam os vendedores a abordagem e’ sempre simpatica e leve , e quem quer aproveita essa atmosfera para enganar os mais despreocupados. Quanto mais turistico for o local , mais facil fica encontrar esse tipo de gente. Outra coisa que e’ bom ficar alerta , agencias de turismo. Muitas agencias ,principalmente na rua Khaosan de Bangcoc , podem ser roubadas. Algumas nao tem autorizacao para funcionar, outras desaparecem no dia do tour , e muitas nao cumprem nem metade do combinado . Uma coisa que muita gente faz e e’ super desanconselhavel , e’ comprar passagens de onibus para outras cidades nessas agencias. No final a pessoa se ve dentro de uma van com muito mais gente que a capacidade do carro , um trajeto que dura mais do que o normal e muitas vezes nem chega ao destino final quando o motorista decide que nao vai mais adiante. Conheco muita, mas muita gente mesmo que ja se viu viajando 12/13 horas espremido com 15 pessoas ou mais numa van que so cabe 12. Eh muita historia triste, nao podem bobear! Compre as passagens de onibus e trem diretamente nas estacoes. Onibus fretado e’ quase sempre dor de cabeca. Um guia e um mapa na mao sao sempre indispensaveis , mas quando nao se fala o idioma ,e’ essencial. Comprei o lonely planet edicao 2008 , e nao gostei muito. A marca dificilmente faz guia ruim , e nao e’ um pessimo guia , mas tem algumas coisas desatualizadas ,os mapas nao sao bons, faltam algumas informacoes basicas , mas li que a edicao antiga e’ melhor . Entao economize um graninha e compre um guia desse usado, que nao seja edicao 2008!

Logico que quem visita um blog ja eh um tipo de pessoa que busca por informacoes, mas nao custa reforcar, leia muito a respeito!Tem um site bom em ingles, o Bangkok Scams, que fala das ultima moda em golpe tanto em Bangcoc quanto na Tailandia. Acho que vale a pena ler! Trip advisor e blogs nunca sao demais, pois nada como ler sobre a experiencia alheia! Para os solteiros hetero desavisados, nao custa lembrar que os ladyboys sao praticamente uma instuicao da Tailandia. Eles sao mais lindos e delicados que muita mulher que ja vi por ai, e tem muita gente que vai a Tailandia atras deles. Eh realmente muito dificil diferenciar uma mulher de um ladyboy, simplesmente por eles sao 99.99999% mulher. Se voce quer viver um amor de verao com um ladyboy se joga pois la eh o lugar, mas se nao eh essa sua vontade, analise bem para nao reclamar depois! rs E apesar de todas essas recomendacoes, relaxe bastante. A Tailandia eh um pais lindo, cheio de gente bacana e um clima bahiano eterno. Com um pouco de cuidado,da para fazer uma viagem independete, barata e muito especial!

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 11 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Escreve todos os posts mas faz o blog junto com o marido, Klaus. Para saber mais sobre, clique no "sobre nós" na barra superior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.