Europa-Deslocamento barato entre países por terra

No post passado falei sobre deslocamento barato pelo ar, e agora é hora de falar das opções baratas por terra.

Trem- Há uma lenda de quem viajou bastante a Europa lá pelos anos 80 e até meados de 90 que viajar de trem é barato, que os trens noturnos são um achado pois te fazem economizar uma diária, etc. Isso pode até ter sido verdade, mas no passado. Trem é o melhor jeito de viajar a Europa, fato. Mas está muito longe de ser o mais barato. As passagens podem ser compradas individualmente mas uma coisa que as pessoas ainda pensam muito que vale a pena é o passe de trem. E ele pode sim valer a pena,mas tem muita muita coisa a ser levada em conta antes de comprar. Fica dificil dar uma fórmula para saber se vai valer a pena ou não, é muito pessoal, depende de tantos fatores… Mas vou tentar dar uma geral de como funciona. Existe o interRail que só pode ser comprado por quem mora há pelo menos 6 meses na Europa e é obviamente mais barato, e o Eurail pass que pode ser comprado por quem não mora na Europa ou mora ha menos de 6 meses. Na hora da compra eles não pedem comprovante de nada, mas podem pedir quando o passe for apresentado no uso. Eu sou miserenta mas honesta e acho que fazer coisa errada sempre pode ter um resultado desastroso. Principalmente quando se está fora do seu país, num lugar de outra cultura, lei, idioma, etc. Tem vários tipos de passes interRail e Eurail. O preço do Global InterRail, que pode ser usado em 30 países europeus diferentes varia de acordo com o numero de dias que será usado e o intervalo de tempo que poderá ser utilizado. O mesmo serve para o Eurail pass. O preço do primeiro começa em 154 libras para menores de 26 anos e 234 libras para adultos maiores de 26. O segundo começa em  422 para  menores de 26 anos e 648 para adultos maiores de 26 anos. Também existem descontos para idosos,crianças e familia O mais barato do interRail pode ser usado à vontade por 5 dias num intervalo de 10 dias, e o Eurail pode ser usado por 10 dias à vontade num intervalo de 2 meses. Se fosse só isso, seria ótimo! Acontece, que muitos trens requerem reserva, e esta reserva é paga. Assim como trens rápidos, Eurostar, trens noturnos, se cobra extra para tanta coisa que fica dificil listar tudo. E com os voos cada vez mais baratos, na hora de fazer as contas não tem como esse passe ser melhor! Para quem ainda quer andar de trem mas nào só de trem, as passagens avulsas são uma ótima. E o melhor é que o meu disco quebrado da antecedência não é sempre necessário para esse meio de transporte. É bem verdade que em muitos casos, como por exemplo Eurostar, as passagens em cima da hora são extremamente mais caras e para pagar mais barato comprar antes é regra sim. O mesmo vale para trens dentro da Grã-Bretanha. Na maioria das vezes vale a pena comprar na hora. Minha sugestão é se informar sobre a rota que você pretende fazer e saber se é realmente preciso comprar antes. No geral, os trens europeus são ótimos e funcionam muito bem. No inverno as ferrovias tem uma vantagem sobre os vôos e ônibus, que podem ser facilmente cancelados por mau tempo. Já os trens tendem a funcionar melhor nessas ocasiões.A vantagem mor dos trens é que geralmente eles saem de um centro e te levam a outro. Em trechos curtos isso significa economia de tempo e dinheiro nos transportes do aeroporto até o centro. Mas alguns preços podem assustar, alguns países do Leste Europeu tem um sistema de trem não tão eficiente e para distâncias longas é muito cansativo. No geral, meu conselho é: informe-se, olhe nos sites especializados para não se assustar com o preço, a frequência, a distância e tantos outros fatores que podem surpreender. Cada país tem seu próprio website de sistema ferroviário, mas o geral da Europa que costuma direcionar para os de cada país  é este aqui. O do Eurostar é este. Na Grã-Bretanha tem uma empresa de ônibus e trem low fare chamada Megabus.

Ônibus- Esta sim é a maneira mais barata de viajar na Europa. Mas como nem tudo é perfeito, é a pior! Os ônibus europeus em geral são muito inferiores aos que nós brasileiros estamos acostumados. Mas quando eu digo barato, digo MUITO barato mesmo. Eu já viajei de Londres a Edimburgo por 3 libras ida e volta. Mesmo assim, voltei jurando que nunca mais ficaria mais de 4 horas dentro de um ônibus europeu. Foi uma tortura chinesa,na ida o banheiro não funcionava e o ônibus só parou em New Castle para trocar de motorista e não deixou ninguém sair. A cadeira não mexia, completamente dura, e a viagem durou 9 horas. Quem vai no inverno para um país muito frio e que neva bastante,abra o olho! Algumas estradas podem fechar se a neve apertar.E no verão algumas estradas podem ficar lotadas e o transito pode atrapalhar. A atencedência não costuma fazer grande diferença nos preços dos ônibus, a não ser para low costs de ônibus como a citada anterior, megabus. Aqui nesta ilha, como tudo, comprar antes pode fazer diferença, mas nada que requeira meses de pressa. Aliás, tanto trem quanto ônibus geralmente não se pode comprar passagem mais de 3 meses antes.Em alguns países, o ônibus ainda é mais usado que o trem e nào se tem muita escapatória. O site da Eurolines, que é seria um site geral para qualquer viagem de ônibus na Europa, é este aqui.  Apesar de tudo isso que falei , cada país tem seu sistema e alguns são melhores que os outros. O daqui funciona bem, na hora, tem muitas e muitas rotas, mas para longas distâncias não recomendo pois o conforto é zero. E acho que antes de tomar a decisão de viajar é bom saber o que te espera.

Carro- Considerando que estamos falando de viajar barato eu acho que poucas viagens de carro podem ser consideradas baratas na Europa.Independente de ser muito bom ter a liberdade de fazer o seu roteiro sem depender de nada, não vou entrar nas questões práticas de viagens de carro em sim, mas das viagens de carro que podem ser baratas. E não vejo milhões de opções. Mas viagens longas em países super caros como os escandinavos ou na Islândia um carro pode ser a salvação.  Alugar uma pequena van dessas que tem cama pode ser uma ótima e barata opção. Como a hospedagem e todo resto custa uma fortuna, ter o transporte e a hospedagem junto economiza um tanto . Quando estávamos na Noruega conhecemos um casal que comprou uma van dessas que tem cama, cozinha, quase tudo que se precisa, menos banheiro. Eles estavam viajando a Europa por meses, e  pagavam para tomar banho em lugares ,paravam a Van onde podiam. Não sei se funcionaria comigo por tanto tempo,mas definitivamente para uma viagem a um pais muito caro por alguns dias(meses não rolaria) com certeza! Em cidades maiores deve ser bem complicado estacionar para dormir em qualquer local, e isso é definitavamente algo que deve ser considerado antes de programar uma viagem assim.

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no “sobre” e escolha “sobre mim” na barra superior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *