Porque você deve se hospedar num Riad no Marrocos!

 Sou uma mochileira que prefere fazer 5 viagens ficando em albegue e hotel baratinho, procurando barganhas, do que fazer  1 e ficar em hotel 5 estrelas almoçando todo dia em restaurantes chiquérrimos de chefs famosos. Mas essa sou eu.  Acho que é assim que eu posso ir para os lugares que  quero sem me encher de dívidas. E não é um sacrificio para mim. Fico feliz  em hoteis pobres e limpinhos e indo a restaurantes simples. O que não significa que não adoraria ter dindin sobrando para ficar em 5 estrelas e fazer todas as viagens que quero, mas isso é outro assunto. O que quero explicar para vocês é que se eu, uma mochileira miserável, estou dizendo que vale a pena pagar a mais numa hospedagem, pode acreditar que vale. Por isso acreditem, vale a pena ficar num Riad no Marrocos, mesmo que isso signifique gastar mais do que um orçamento mochileiro.

 Riad no Marrocos

Quando comecei a ler sobre eles, fiquei completamente encantada e certa de que deveriamos nos hospedar em um.  Riad marroquino, é uma casa ou palácio com um jardim ou pátio no interior da casa.  Apesar da arquitetura linda, não é ela que me atraiu nos Riads. Foi o estilo de hospedagem e o tratamento que se recebe neles é que me fez querer tanto hospedar em um. Os Riads são geralmente pequenos, gerenciados por uma família e tem uma paz e calma que contrasta com a loucura das ruas pequenas da Medina disputadas por pedestres, carruagens e mobiletes. O Marrocos não é um país caro. Então eu poderia ter pago menos de 100 libras para terficado as 4 noites num hotel simples. Num albergue, com 50 libras eu teria me hospedado num quarto privado pelas 4 noites, tenho certeza.Mas acabei pagando 220 para ficar num Riad. Isso não é muito dinheiro, eu sei, mas com esses mesmos 220 poderia ter ficado num 5 estrelas por lá, só para vocês terem ideia. Quando entrei no nosso Riad, eu sabia que a decisão tinha sido a certa. Ali mesmo eu já conhecia uma outra Marrquesh, desacerelada e tranquila.

 Riad no Marrocos

E o melhor. Ali eu teria a oportunidade de conversar e conhecer a vida marroquina como ela é.  Um Riad dificilmente tem mais de 10 quartos. Por isso a proximidade entre os funcionários e hóspedes é quase que certa de acontecer. E a vontade que você se sinta em casa é algo muito latente. Quando avisei que precisariamos tomar café antes do horário que ele é servido, eles só me pergutaram que horas queria o café e me disseram para não me preocupar e me sentir em casa. O café do nosso Riad era básico mas delicioso, e tudo feito na hora.

Acordávamos todos os dias com passarinhos cantando, ouvindo o silêncio. Uma paz sem fim. E o mesmo nos passavam os funcionários do Riad, sempre tranquilos e calmos, te deixando a vontade para fazer tudo no seu tempo e da sua maneira. O Riad que ficamos não era luxuoso e foi barato comparado a outros mas  foi cuidadosamente escolhido, olhndo em todos os site de reviews possíveis para ter certeza que eu teria o melhor que um Riad pode oferecer por aquele preço. Uma boa localização na Medina, atendimento quase personalizado e muita paz, fazendo dele um oasis na loucura de Marraquesh. Tudo que eu não queria era me deparar com um Riad sem esse atendimento especial e barulhento.  O nosso tinha piscina, hammam e uma terraço.

Riad no Marrocos

Acabamos não usando nem a piscina nem  o hammam. Estava frio para a psicina, mas no verão deve ser bem útil. Mas o terraço é uma delícia e por 2 noites tomamos nossa taça de vinho nele.

As piscinas dos Riads não podem ser grandes e muitas delas não estão no terraço, portanto não é para aproveitar a piscina, e sim dar um mergulho para refrescar. O Hammam é pago por fora e queria muito ter feito. É minusculo, mas os Hammans públicos tem horários diferentes  para  homens e mulheres e não era conveniente para nós. Ele nos deixou muito a vontade para fazer ou não, sem pressão. Acabamos deixando para a última noite e como tem que avisar a ele com algumas horas de antecedência não pudemos fazer, mas acho bacana valorizar esse tipo de serviço do Riad , mesmo sendo mais caro do que nos outros Hammans. O Riad era limpíssimo, impecávelmente organizado. O nosso quarto não era sofisticado, mas excelente.

Tivemos um problema com agua quente que foi resolvido no dia seguinte. Recomendo muito esse Riad. Pegamos um preço promocional. O normal seria 300 euros pelas 4 noites, o que ainda não é um absurdo, mas pagamos 220, mais 2.3 por noite por pessoa de taxa, o que quase todo Riad cobra. No final das contas foi quase 240 no total, quase 60 por noite, um preço ainda muito bom.

Ele fica a menos de 10 minutos caminhando da praça. A rua do Riad é minuscula e coloca medo em nós brasileiros paranóicos com segurança, mas não tenha medo, é tudo muito tranquilo e seguro. Para nós, ficar num Riad fez totalmente a diferença no Marrocos, então acho realmente que para quem quer ter uma experiência autêntica no país, um Riad pode ser a solução!

O nome do Riad onde nos hospedamos é Karmanda e foi reservado através do site www.riads.co.uk , que recomendo também.

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no "sobre" e escolha "sobre mim" na barra superior.

7 comentários em “Porque você deve se hospedar num Riad no Marrocos!

  • Pingback: Figuras de viagem-Marrocos « Catálogo de viagens

  • novembro 25, 2015 a 1:17 am
    Permalink

    Olá! Liliana
    Adorei a sua descrição sobre um Riad. Senti me como se tivera estado lá. Iremos em janeiro/2016 e vamos tentar nos hospedar neste Riad. Obrigada.

    Responder
  • março 23, 2016 a 5:16 pm
    Permalink

    Olá, Liliana,

    Adorei o seu post e fiquei muito interessada no Riad descrito.
    Gostaria de saber se a localização do Riad permite um bom acesso a outros pontos turísticos da cidade (isso para se fazer a pé). Além disso, gostaria de saber se você saiu da Europa e foi direto para Marrakesh ou se chegou lá depois de passar por outras cidades marroquinas e, se for este último caso, se é fácil para alguém que sabe quase nada de francês ou espanhol se virar no pinga-pinga (estou planejando ir para a Espanha e seguir para o Marrocos no início do ano que vem).
    Obrigada, muito, muito!

    Responder
    • março 30, 2016 a 3:01 pm
      Permalink

      Shirlei,
      A localização do Riad é otima! Gostei demais e dá para fazer tudo dentro da medina a pé. Eu fui direto de Londres para Marrakesh. Adoraria ter passado mais tempo no país mas não deu, entao chegar lá foi a solução mais prática! bjs

      Responder
  • junho 17, 2016 a 10:45 am
    Permalink

    Liliana,

    Muito obrigado por escrever sobre suas experiências.
    Estarei no Marrocos em outubro e estou na fase de preparação aproveitando suas dicas.
    Eu ficarei em hoteis, mas você acha que poderíamos ao menos conhecer um Riad e passar algumas horas num contato mais local ?

    Obrigado pela atenção e um abraço

    Responder
  • julho 15, 2016 a 4:14 am
    Permalink

    Liliana…tambem sou capixaba e resido em Boston,Ma.Estou planejando visitar o Marrocos no proximo ano.Adorei as info dos Riads.Excelente!!

    Responder
    • julho 19, 2016 a 10:43 am
      Permalink

      Maria, que legal! O Marrocos é um país incrível!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.