Roteiro básico de um dia em Marrakech

Claro que a capital do Marrocos(voce está fazendo isso errado,rs)  Claro que a cidade tem muito mais a oferecer do que você vai ver nesse roteiro de um dia. Mas depois de curtimos a Djemaa el fna um dia inteiro, andarmos pelos Souqs etc, gastamos 1 dia único nas atrações principais. Isso porque como disse em outro post, Marrakech não tem uma atração super memorável como a Torre Eiffel ou o Big Ben para chamar de seu. Sua atração é ser Marrakech, ser aquela confusão toda que irrita e agrada ao mesmo tempo. Então um dia foi suficiente para ver o basicão sem cansar da poeira,do barulho e da confusão. E passando no papel, não fizemos nada mais nada menos que isso:

 Badi Palace. Resumindo o Palácio não é mais Palácio, você só vê as ruínas. Mas é tão silencioso e baratinho para entrar que vale. Tenha em mente que você não vai ficar por horas lá porque além de não ter muito para ver, o sol na moleira sem nenhuma sombra para se esconder mata qualquer um.

 Fomos também  nas Saadian Tombs. É lá que estão enterrados os 60 membros da dinastia Saadita. Fica pertinho do Palácio e achei mais interessante. Oportunidade de ver um cemitério bonito! Eu tenho uma certa curiosidade por cemitérios desde sempre. Não tenho vocação para gótica nem sou do tipo que tem hábitos excêntricos, mas me sinto em paz , talvez pelo silêncio. Eu gostei, achei que é uma boa amostra da arquitetura marroquina. Assim como as outras atrações da cidade o preço da entrada é uma pechincha.

 

 

 

 Jardim Marjorelle. Amei! Ele fica mais fora de mão do que as outras atrações mas gostei demais. Estavámos suando em bicas em pleno inverno e chegar nesse jardim foi um bálsamo! Super fresco e cheiroso. Sem contar que lá tem uma concentração numerosa de cactos, e eu sou completamente apaixonada por eles. O preço de entrada é mais carinho, mas valeu cada centavo. Sem contar que para quem gosta de moda e arte é imperdível pois ele foi desenhado pelo pintor Jacques Marjorelle e o dono deste jardim foi Yves Saint-Laurent, que teve suas cinzas espalhadas pelo jardim em 2008.

 

Medersa Ben Youssef. Uma das poucas mesquitas que libera a entrada de não muçulmanos. Apesar dos guias dizerem que ela não é assim tão linda como outras mesquitas eu amei. Recomendo altamente entrar lá! Sempre lembrando que para entrar em mesquitas homens tem que estar de calça e mulheres com os ombros e pernas cobertas.

 

Também voltamos na frente da  Koutoubia Mosque para ver mais um por do sol lindo, e apesar de termos passado um dia inteiro caminhando pela Djemaa el fna e pelos Souqs, repetimos a dose nesse dia também. A gente adora uma feira, um burburinho que mistura tudo quanto é tipo de gente. E essa praça é justamente isso.

Também vimos alguns portões da Medina, mas não tem nenhuma foto postável, todas péssimas. Também é imperdível! Mas quem ficar fora da Medina pode tirar foto toda vez que entrar nela, então nem precisa incluir num roteiro.

Ficaram de fora de um roteiro básico a Maison Árabe e Museu de Marraquesh. Eu vou contar uma coisa para vocês, hoje em dia eu só vou a museu em viagem quando me interessa muito, quando faz parte do clima da cidade, como em Florença e Paris por exemplo, ou quando o museu é mais leve como o D’orsay que já tem aquela arquitetura tão linda que mais parece que você está passeando a toa e não olhando as obras(maravilhosas, por sinal). E não é que não dê valor a um museu, pelo contrário. Acho que aprendi a valorizá-los e sei muito bem que em 4 horas de intensivão num museu onde dá para passar 1 mês eu vou ficar mais cansada do que curtir a arte em si. Então prefiro não banalizar e ir por ir. Vou em exposições muito legais, e vou sempre aos museus em Londres em doses bem homeopáticas para ver uma obra aqui e outra ali. Quero saborear. E como não estava nada a fim de me enfiar num museu e o tempo era curto, ele ficou de fora. A Maison árabe é um hotel e não era prioridade. Nem sabia se dava para entrar lá sem ser hospede e como funcionava. Não quis correr e acabou ficando para trás. Mas deu para sentir bem o gosto da cidade com esse roteiro.

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no "sobre" e escolha "sobre mim" na barra superior.

4 comentários em “Roteiro básico de um dia em Marrakech

  • novembro 22, 2015 a 12:58 pm
    Permalink

    Critica construtiva.. Prezar pela qualidade da informacao eh fundamental. Jah no primeiro paragrafo dar de cara com a afirmacao de que Marrakech e a capital do Marocco?! Serio, perdeu a credibilidade ali mesmo, porque esqueceu de fazer uma pesquisa basica antes de vistar o pais, ou mesmo antes de escrever o post. Valeu pelas fotos!

    Responder
    • novembro 22, 2015 a 1:32 pm
      Permalink

      Phelippe,
      Agradeço a informação, foi uma mancada feia realmente. Mas nao pior do que a sua mancada de falar que está fazendo uma critica construtiva desta forma. Da próxima tenta falar com mais carinho, ou manda uma mensagem privada.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.