Praça vermelha e Kremlin

Se alguém fizer a insanidade de ficar somente 1 dia em Moscou, nem pense duas vezes, é na praça vermelha que esse dia deve ser gasto!
Lá estão os monumentos que representam a cidade, e sem dúvida se alguém sonhou em conhecer Moscou, sonhou em conhecer a praça vermelha.
Nossa primeira parada, foi a Catedral de São Basílio. Sonhava em conhecer essa igreja mesmo antes de me tornar uma viajante compulsiva, rs. Talvez pela suas cúpulas coloridas, tão imponentes e ao mesmo tempo tão infantis, talvez pela suas formas, ou por tudo que ela representa. Eu fico meio abestalhada quando vejo ícones como este saltando dos livros e aparecendo bem diante dos meus olhos, como se fosse a coisa mais normal do mundo. Então quando vi a catedral de São Basílio dei meus 5 minutos, respirei fundo e pensei, “Agora estou na Rússia”. E é esta a sensação da maioria, penso eu.
A Catedral é também lindíssima por dentro e valeu cada centavinho pago. É tudo muito colorido, cheio de detalhes, uma continuação da sua fachada. Ela funciona de 11:00 às 17:00 no inverno e 10:00 às 19:00 no verão e fecha às terças. O ingresso custa 250 rublas(?) para você e 160 para sua máquina fotográfica! Os ingressos só são vendidos na porta e não aceitam cartão.
Outra atração imperdível e de graça é o mausoléu do Lenin. O que dizer daquilo? A coisa mais creepy que já vi na vida. Achei extremamente desconfortável ver aquele corpo ali como tivesse morrido há 10 minutos atrás, e não em 1924. Parece mais um boneco de cera. Mas mesmo assim eu TINHA que ir senão não teria me perdoado. Foi estranho demais. O mausoléu abre de 10 às 13:00 exceto segundas e sextas.A fila é constante mas não tenha medo, ela anda super rápido. Não se pode entrar nele com nada, e há um guarda volumes ao lado do Mausoléu onde todo mundo deixa suas coisas. Os guardinhas que ficam dentro do local são super rígidos quanto ao silêncio que deve ser feito no local. Respeite para não ouvir um brigueiro!
A Catedral Kazan é outra atração imperdível e gratuita na praça vermelha. Ela é mil vezes mais interessante do lado de fora, mas o interior vale a visita também.
O GUM é histórico e lindo, portanto não se sinta culpada de fazer uma parada nas atrações do dia para conhecer um shopping, afinal ele faz parte do pacote!
Não esqueça de fotografar o portal da Ressureição e o Zemsky prikaz, super fotogênicos!
E por fim, o Kremlin. Este merece um capítulo só para ele. Aproveito para me lamentar de ter pago para conhecer o Armoury somente. Não entendi muito bem como funcionava o esquema de ingressos para o Kremlin, fiquei sem entender que dava para comprar um ingresso para fazer um passeio geral pelo forte. Hoje sei que se compra tudo separado e sei que se compra o ingresso para conhecer o Kremlin sem precisar pagar por cada local do forte  individualmente. Nós amamos conhecer o Armoury, e provavelmente é o ingresso mais disputado. Realmente é lindo e interessante, mas trocaria um ingresso para ver somente a estrutura do Kremlin, com tour em inglês e tudo, assim daria para ter uma idéia melhor de como ele é. O Armoury fica bem na entrada e não vimos nada além dele.Os ingressos são vendidos no dia um pouco a frente de onde acontece a troca de guarda. Não lembro muito bem o horário, mas acho que vimos a troca de guarda por volta das 11 da manhã. Morra de rir(baixinho!)com os soldadinhos andando como o Roberto Benigni em a Vida é bela.
Pelo que vi há um local principal onde se vende os ingressos, mas perto do guarda volumes há mais 3 guichês que ficam bem mais vazios.
É preciso deixar bolsas grandes e mochilas neste guarda volumes para entrar no Kremlin. E divirta-se!
Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no "sobre" e escolha "sobre mim" na barra superior.

6 comentários em “Praça vermelha e Kremlin

  • setembro 8, 2012 a 11:52 am
    Permalink

    Que fotos fantásticas! A Rússia é um sonho antigo que espero realizar em breve. E, assim como você, quero muito conhecer a colorida Catedral de São Basílio.

    Responder
    • setembro 8, 2012 a 12:21 pm
      Permalink

      Rafael, obrigada! A Rússia também era um sonho antigo aqui em casa. Vá sim, você vai adorar, foi uma viagem inesquecível para nós!

      Responder
  • Pingback: Moscou, o melhor do “resto” | Catálogo de viagens

  • abril 30, 2015 a 7:46 am
    Permalink

    Ola Lili!!!! Venho aqui lhe agradecer por este post, pois vc foi a única pessoa do planeta que comentou a diferença dos ingressos do Kremlin. Estou viajando amanha e estava bem preocupada com isso. Super obrigada. Parabens pelo blog que esta lindo, acabei de conhecer e ja sou fa.

    Bj

    Audrey

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.