Figuras de viagem- Camboja

O Camboja foi a nossa primeira parada nessa viagem a Asia. E começar uma viagem pelo Cambjoa chega a ser injusto com o povo dos outros países. Porque o cambojano é doce, leve, sorridente, simpático, hospitaleiro, com um leve toque de timidez, daqueles que você quer levar para casa. Dá vontade de sair conversando com todo mundo, de ouvir a história que cada sorriso cambojano tem para contar. Nos apaixonamos por eles mais ou menos como aconteceu com os cingaleses. Ambos são fofos no mesmo grau, mas o cambojanos são ainda menos preocupados em te vender tudo que tem, te olham ainda menos como mercadoria, o que faz o encantamento ainda maior.

cambojano

Com exceção das crianças, que são nada timidas e super curiosas e querem te vender tudo que tem. Nosso amor pelas pessoas começou no aeroporto, quando o Ran, o motorista que ficou conosco todos os dias, veio nos buscar. Que rapaz doce, sorridente e educado. E assim são quase todos os cambojanos que cruzaram o nosso caminho.

menina Bayon

Tudo bem, só tivemos 4 dias no país, mas não tenho nenhuma situação desagradável onde fui passada para trás para contar. Isso no sudeste asiático é raro. Tem sempre um espertinho querendo se dar bem em cima dos turistas, na maioria das vezes de maneira bem leve, mas sempre tem, e não sentimos isso no Camboja. Eu não sei se tem relação com a religião, mas me senti bem em todos os países budistas que visitei.

banda Camboja

Todo gringo é tratado de madam  e sir, nem tente pedir para eles te chamarem por outro nome pois não vai funcionar. Eu me sinto mal, mas percebi que eles se sentiam igualmente desconfortáveis em me chamar pelo nome, então desisti depois de um tempo. Uma coisa curiosa e engraçada, vimos muita gente usando pijama como roupa normal. Como não se sentir à vontade num país onde as pessoas de tão relaxadas, usam pijama na rua? Dava um sorriso a cada pijama que eu via, mesmo depois de ver milhares! Campanha pijamas para todos!

pijamas para todos no Camboja

As crianças do Camboja são um capitulo à parte. São fofas, mas muito espertas e instruidas a te vender(e amolecer seu coração, obviamente). Não tem como, criança mexe com a gente mesmo. Tenho uma certa resistência de me derreter com criança pedindo dinheiro, fico mais chateada com os pais que fazem esse tipo de coisa, mas a verdade é que o buraco é mais embaixo. É um emaranhado de problema social/cultural que nem cabe a mim julgar nem dissertar a respeito. Isso é super forte em Siem Reap, chega a ser assustador o tanto de criança vendendo e pedindo dinheiro, até nos lugares mais tranquilos.

criança cambojana

Como eu gosto de assunto, aproveitava as situações que crianças queriam me vender coisas para conversar com elas, e arrancar um sorriso(o que era a coisa mais fácil do mundo). Um dos momentos mais lindos em Siem Reap para mim foi quando nosso motorista fofo nos levou para ver o por do sol num lago da cidade. Não tinha muita gente, era nossa ultimo dia, estavamos tristes de ir embora, meio emotivos. E aí surgiu uma criança vendendo cerveja, acabamos comprando, papo vem papo vai falamos que eramos brasileiros, ele pediu uma moeda do Brasil e eu dei. Em menos de 2 segundos outras 10 crianças apareceram pedindo moeda. Mas não era pedindo dinheiro para usar o dinheiro, para levar para a mãe, eles queriam moeda para colecionar, qualquer uma. Não me irritou como das outras vezes, achei inocente, lúdico.

crianças cambojanas

Uma das meninas emburrada porque a moeda dela era mais velha do que a outra, super engraçado. Conversamos com elas, demos risada, tiramos foto. Elas sairam felizes e com todas as minhas moedas. E eu, ainda mais feliz que elas, sem moeda nenhuma e com uma enorme pena de deixar aquele país  que conseguia manter a leveza mesmo tendo passado ha tão pouco por uma guerra sangrenta.

camboja

Talvez esse seja um dos maiores encantos do Camboja, um dos seus maiores ensinamentos para nós, que reclamamos das bobagens do dia a dia que são tão pequenas que nem deveriam receber atenção.

moça vendendo na estrada

Eles devem ter suas lamúrias, não quero santificar os cambojanos, mas é um povo que transmite paz, e isso não se mascara nem se pinta, se sente e é real.

bebe cambojano

No final seguimos para o aeroporto e ficamos levemente emociados ao dar tchau para o Ran, o motorista que não reclamava da vida e estava sempre sorrindo. E ao notar que ele também se emocionava, meu coração apertou ainda mais.

klaus e ran

É, deixamos o país pensando o quão injusto fomos como os filipinos e cingapurianos. Não devíamos ter colocado o Camboja logo no início da viagem. A comparação era inevitável  e seria dificil conseguir encontrar outro povo que nos encantasse tanto. E realmente foi.

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no “sobre” e escolha “sobre mim” na barra superior.

Um comentário em “Figuras de viagem- Camboja

  • Março 19, 2014 a 8:17 pm
    Permalink

    Cadê as palmas pra essa blogueira, minha gente???
    Menina, vou esperar um livro, hein? Texto maravilhoso, incrível, perfeito.
    Amei.
    Quedelhe minha passagem pro Camboja? hehe
    Parabéns, amada. Um puta de um post. (desculpae o palavrão, mas foi a melhor palavra que encontrei pra dizer o que achei desse texto digno de prêmio)

    Responder
    • Março 20, 2014 a 7:24 pm
      Permalink

      Obrigada, amore! Ganhei o dia 🙂 E “puta” nesse contexto não é palavrão, é uma mistura de advérbio de intensidade com adjetivo, hihihi. bjs bjs

      Responder
  • Pingback: El Nido: tudo que você precisa saber | Catálogo de viagens

  • Maio 14, 2014 a 3:00 am
    Permalink

    Lili, olha eu aqui novamente! Menina que coisa linda…amei! Lili vc tem o contato desse motorista e o endereço do Hotel incrível que vc disse no outro post que ficaram? Se puder me mandar , agradeço. 1 beijo Marilu

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *