El Nido: tudo que você precisa saber

El Nido divide com Bocaray o posto de praia mais famosa das Filipinas. O arquipélago de Bacuit está para as Filipinas assim como Phi Phi para Tailândia. Isso poderia ser motivo suficiente para eu querer passar longe de lá, mas não. O local é obviamente super turistico, mas ainda não tem Starbucks, nem Macdonalds. Ainda é uma vila de pescadores, mas com turistas. O tipo de turismo em massa, de pacotes, de resorts caríssimos ainda não domina El Nido. O turista independente é a maioria. Além disso é muito fácil ter uma experiência exclusiva em alguma ilha do arquipélago de Bacuit, seja como nós que fizemos um passeio de 5 dias em ilhas remotas que nos levou até Coron, seja passando uma noite em alguma ilha próxima e retornando a El Nido, seja ficando em um dos hoteis luxuosos em ilhas particulares. Opções não faltam! Mas o que fazer em El Nido, onde ficar, onde comer, etc?

Como chegar em El Nido

Chegar por ar em El Nido é dificil pois o aeroporto da vila é minúsculo e suporta aviões pequenos, logo os voos são mais caros, pouquíssimas pessoas usam esta opção, mas ela existe. Provavelmente você chegará a partir de Puerto Princesa. De lá, já direto do aeroporto mesmo, é possível pegar uma van que vai direto para El Nido. Deixe claro se você quer um serviço particular ou não, que é mais rápido e mais caro também. Achei a informação turistica do aeroporto excelente e vi alguns turistas pedindo translado através deles, sem cobrar a mais pelo serviço. Não deixaria esse transfer pago antes pois tem muita opção lá e voo atrasa, pode ser cancelado, etc, mas isso é pessoal. Você pode ir a estação de onibus de Puerto Princesa ou de uma estação de onde saem as vans para ir de maneira independente. Os preços variam pouco. Custa em média 700 pesos até El Nido no esquema que fizemos. Nós pedimos uma van pelo hotel de Puerto Princesa achando que era um serviço e acabamos recebendo outro, como quase tudo naquela cidade. O motorista passou para nos pegar muito cedo e ficamos 1 hora e meia esperando no tal terminal de vans. Achei que era um translado para um numero x de pessoas que já tinham reservado antecipadamente como nós, mas não. Por isso esclareça tudo antes de fechar o serviço. Eles dizem que a viagem dura 5 horas mas dura 6 na verdade. Não fomos direto, mas fomos até Taytay e depois seguimos a El Nido, mas já falei sobre isso aqui.

El Nido Bay

Onde ficar

.El Nido é uma vila que tem tradição em acomodação budget. Portanto se você não pretende pagar muito, fique tranquilo pois opções não faltam. Mas quem quer mais luxo e riqueza, também está bem servido. Assim como em Taytay, no arquipélago de Bacuit existem várias e várias ilhas particulares com seus resorts luxuosos a la Maldivas. Nós pagamos míseros 800 pesos (17 dólares) num quarto com banheiro e ventilador na Pensão Marikit. Pagamos uma noite antecipamente, o pessoal do hotel pediu para depositarmos numa conta nas Filipinas(dã!) mas como não consegui depositar nessa contas, eles arrumaram uma conta bancária em Londres para eu fazer o depósito e deu tudo certo. Contactei o hotel pelo email no site deles, que é esse aqui. O café da manhã foi pago a parte, e custou 100 pesos por pessoa(2.20 dólares). Incluiu café ou chá, suco de fruta, ovos, fruta e 2 panquecas. Delicioso e muito barato. O hotel não é nada especial, mas era super bem localizado, do lado do burburinho sem ser no meio dele, garantino nosso sono, e foi bem baratinho. O serviço deles também não tem nada de espetacular, nem de ruim. Evite fica perto do reggae bar à beira mar, pois o barulho lá vai até tarde. Aliás, não pagaria mais caro para ficar em frente a praia de El Nido, que é cheia de barco e não é aquela praia maravilhosa e tranquila que a gente tem em mente quando pensa num bangalo numa ilha asiática. Quem quiser praia bacana para se hospedar sem ter que pagar uma fortuna nas ilhas privadas, pode optar por alguma acomodação em Coron Coron ou Las Cabanas, que são duas praias a 10 minutos do centro de El Nido mas mil vezes melhores que a praia de lá.

Cafe da manha

El Nido além dos tours: as praias

Como disse, a praia de El Nido não é lá essas coisas. A menos que você queira nadar na gasolina, melhor evitar.  Lógico que o cenário das ilhas e rochas próximas é lindo, mas pegando qualquer barco você vê um cenário mil vezes mais bonito que aquele. As praias mais bacanas ficam a 10 minutinhos de tuktuk do centro de El Nido. Fomos a Las Cabanas um dia, mas pelo que notei Coron Coron tem mais acomodação e o pessoal mais jovem fica por lá também. Para chegar em Las Cabanas e Coron Coron é preciso pegar um tuktuk e depois fazer uma caminhada rapidinha.

Las Cabanas aviso

Tomamos o melhor mango shake da história em Las Cabanas, na primeira barraca logo após a trilha para chegar até lá e recomendo. A comida portanto não foi lá essas coisas,então pode valer a pena, levar um lanche para comer lá.

Las Cabanas praia

Transporte

A máfia dos tuktuks cobra os mesmos preços para tudo, e são absurdos. 50 pesos é o mínimo. Isso é muito mais caro do que qualquer outro lugar que fomos nas Filipinas, até a capital. Julgando pela distância pelo menos. Lembrem do mantra numero um na Ásia: pense na moeda local. A partir da hora que você converte na sua moeda, TUDO vai parecer muito barato e as pessoas vão tirar vantagem de você. Para ir às praias citadas eles cobram absurdos 150 pesos por míseros 10 minutos de corrida. Pegamos um tuktuk que ficou nos aguardando até voltarmos. Acho que todos eles fazem isso quando a distância é maior porque ganhar 300 pesos em algumas horas numa vila pequena como El Nido não deve ser assim tão fácil. Eu não consegui desconto, e na verdade tentei pouco porque andei 3 vezes de tuktuk somente, mas pessoas que ficaram mais tempo em El Nido me disseram que a técnica para eles baixarem o preço é encontrar um tuktuk isolado dos outros. Sem os colegas escutarem eles baixam o preço de vez em quando.

Quanto tempo ficar

Há quem vá direto para El Nido e nem conheça outras partes do país, há quem(como nós) fique a maior parte do tempo em Palawan mas que queira conhecer várias ilhas e vilas, há quem vá para as Filipinas conhecer várias províncias diferentes. O tempo que você vai ficar em El Nido depende muito do roteiro e objetivo da viagem. Se você não faz questão de ir a outras praias e prefere explorar só o arquipélago de Bacuit, talvez uma semana seja tempo suficiente para fazer alguns tours e ainda relaxar nas praias mais próximas. Se você quer ver outros lugares e o seu tempo é curto, 3 dias está de bom tamanho. Nós ficamos 3 noites e 2 dias em El Nido, e foi ok. Em um dia nós fizemos um dos tours pelas ilhas e lagoas(são 4 tours clássicos) e no outro fomos a Las Cabanas. No final das contas acho que um dia a mais seria perfeito,  e acho que 3 ou 4 dias  é o tempo padrão da maioria que vai no mesmo esquema que nós. Saimos querendo mais pois é normal quando a gente gosta de um lugar. Nós encontramos uma amiga de Londres, fizemos outros amigos lá, o Klaus acabou até tocando com uma banda de reggae duas noites seguidas então tudo isso contribuiu para termos peninha de ir embora.

Onde comer e beber

El Nido tem até bastante opção de restaurante considerando o seu tamanho. Sempre critiquei os gringos que estão atrás de hambuguer e batata frita num paraíso cheio de peixes maravilhosos, mas acabamos fazendo um pouco disso em El Nido. Sabíamos que muitos dias de peixe com arroz nos aguardavam, então testamos outras coisas lá também, e não nos decepcionamos! Primeiro eu PRECISO falar da tratoria Altrove. Sim, comi pizza numa ilha filipina, e foi uma das melhores que já comi na vida. Esse lugar sempre tem uma fila gigantesca para entrar, o atendimento não foi lá essas coisas, mas a comida compensa. Achei caro(320 pesos/7 doláres a média por pizza) comparado com os outros lugares, mas valeu a pena. E comi demais, a pizza é enorme. Fiquei arrependida de ter ido só na ultima noite porque provavelmente teria ido todas as noites se soubesse que a comida era tão boa. Como em quase toda ilha asiática mais turistica que fomos, vimos vários restaurantes servindo peixes e mariscos em geral, e você escolhe se quer grelhado ou frito. O preço é consideravelmente menor do que nos lugares mais ocidentalizados, e a comida constuma ser melhor também, porque é o que eles sabem fazer bem. O preço vai depender do peixe escolhido. Nós pagamos 450 num peixe com acompanhamento para 2 e foi bastante. A cerveja custa em média 45 pesos, mas nas baladinhas os bares cobram de 70 à 80 pesos.  Em duas das 3 noites nós fomos ao reggae bar depois do jantar. Só para esclarecer, o reggae bar é um hit entre as vilas asiáticas, sempre existe um. Como cachoeira véu de noiva ou hotel Plaza no Brasil. Existem outros lugares? Sim. Mas o único que tocava música ao vivo até tarde quando estivemos lá era o reggae bar, então foi a nossa escolha. O Klaus tocou nas duas noites, conhecemos um montão de gente, amamos e recomendamos.

El Nido Reggae bar

Dinheiro

Não há caixa eletrônico em El Nido. O que é super esquisito, já que a vila não é um local desconhecido e sem turistas. Mas não tente entender, leve uma quantidade boa de dinheiro, e lembre-se que o limite dos caixas eletronicos nas Filipinas pode ser 10 ou 20 mil pesos, depende do banco. Quando saimos de Puerto Princesa nos avisaram que lá estavam os caixas mais próximos de El Nido, mas vimos bancos em Taytay(1 h e meia de El Nido). Mesmo assim ninguém quer perder dinheiro e 3 horas da vida para ir no caixa eletrônico mais próximo. Ficamos 3 dias em El Nido mas tirei o suficiente para 4 dias e acabamos gastando quase tudo. Somos economicos e é dificil falar de budget, cada um tem o seu. Pouquíssimos lugares aceitam cartão de crédito. O único que eu vi foi o famoso Art Café, mas sei que pelo menos um outro hotel aceita também.

Clima

Assim como no restante das Filipinas, o clima é bem imprevisível. Mesmo indo na época certa existe possibilidade de chuvas e até tempestades, e mesmo indo na época errada pode ser que tudo dê certo e o céu esteja azul todos os dias, Nós fomos na época considerada como uma das melhores, mas pegamos chuva leve, tempo nublado, mas 90% do tempo foi de céu azul e dias lindos. Só não vimos muitos finais de tarde coloridos como no Sri Lanka, sempre havia nuvens.  É pura sorte, e isso foram os nativos que nos falaram. Mas convém fugir da época de furacões e tempestades tropicais. Falei mais sobre o clima em geral neste post.

Las Cabanas

Vale a pena?

Nós adoramos! Ficamos pouco tempo mas tivemos uma experiência muito legal. O arquipélago de Bacuit é maravilhoso, realmente um dos lugares mais lindos que já vi na vida, mesmo com 15 barcos parados numa lagoa que devia ser só minha,rs. Geralmente essas vilas de pescadores, turisticas ou não, me fazem sentir em casa, afinal de contas eu nasci e cresci em uma.

Las Cabanas El Nido

É engraçado como pessoas parecidas tem visões diferentes da mesma coisa. Como disse antes, uma amiga esteve em El Nido pouco antes de nós. Ela vinha de uma bateria de ilhas pouquíssimo conhecidas e visitadas na Indonésia, e achou El Nido muito turistico. Eu não me incomodei. Acho que numa viagem de cidades e países variados, existe uma tendência natural de comparar, mesmo que inconscientemente, um país com o outro. Nós mesmo nos apaixonamos tanto pelos cambojanos que não conseguimos cair de amor pelos filipinos, essa minha amiga se apaixonou pelas ilhas desertas e paradisíacas na Indonésia e acho que isso também  influenciou sua opinião. Mas quando me arrepio com lugares turisticos demais, sempre lembro de paraisos nossos como os Lençóis maranhenses, Rio de Janeiro, Caraíva etc que são super conhecidos e visitados e nem por isso deixam de me interessar ou perderam sua beleza. Mas dá uma peninha mesmo de ver um lugar lindo daquele se desenvolvendo. É quase contráditório que um turista não queira isso, mas tenho dó de ver. Eu vejo o futuro de El Nido muito parecido com o de praias como Phi Phi na Tailândia. Muito lotada de turistas, perdendo sua personalidade, tendo problemas de infrastrutura, etc.  O local já é relativamente preparado para o turismo, mas ainda vai crescer muito, e acho uma pena porque sou hiptser enrustida. Se você ainda quer ver a El Nido de hoje, turistica sim pero no mucho, corre pois isso não vai durar tanto tempo assim. Mas uma coisa é verdade, independente do número de turistas, o arquipélago de Bacuit me proporcionou muitos momentos de queixo caído, e praias que estabeleceram um padrão dificilimo de alcançar!

Para ler todos os nossos posts sobre El Nido, clique aqui.

 

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no “sobre” e escolha “sobre mim” na barra superior.

4 comentários em “El Nido: tudo que você precisa saber

  • Janeiro 28, 2015 a 1:38 pm
    Permalink

    Ótimo post! Parabéns pelo blog!
    vamos passar 2 dias em taytay e 4 dias em el nido!
    Quanto vc acha que devemos ter em cash?
    Nosso estilo é bem parecido com o seu, sem mto luxo, mas com o minimo de conforto e comida boa! Adorei a dica da pizza, já está anotado! =)

    Obrigada!

    Anny

    Responder
    • Janeiro 28, 2015 a 1:56 pm
      Permalink

      Anny, pelo que lembro tiramos em media 40 mil pesos filipinos para todo nosso tempo em Palawan. O maximo que os caixas eletronicos deixam tirar por vez sao 20 mil. Algumas coisas como o hotel e o passeio de puerto princesa foram pagas no cartão. Ficamos 2 noites em PP, 1 em Taytay, 3 em El Nido. Metade do dinheiro foi usado para a nosso passeio de barco por 5 dias com a Tao, que incluía tudo menos bebida alcoólica e gorjetas . O dinheiro deu para pagar tudo, transporte, passeios, hospedagem e todas as outras despesas pois não tínhamos quase nada pago, somente uma noite em El Nido. Se tivesse levado mais teria gasto, provavelmente… Mas foi suficiente sem passar nenhum aperto. Só acho complicado prever quanto outra pessoa vai gastar e aconselhar quanto levar pq isso é muito pessoal ne? Da medo de aconselhar algo que não é compatível com a realidade alheia e ferrar o outro. Nosso dinheiro não sobrou, deu a conta, mas levei pensando em sobrar para garantir. Espero ter ajudado!

      Responder
    • Janeiro 28, 2015 a 2:05 pm
      Permalink

      Ah, e obrigada! Fico feliz que tenha gostado do blog. Não deixe de provar a pizza de jeito nenhum. E aproveite o paraíso!!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *