Albânia, a Europa que o turismo ainda precisa conhecer

Num continente como a Europa, onde um país está facilmente interligado ao outro, onde se vai de uma capital a outra de ônibus/trem/barco ou avião em menos de 3 horas fica dificil imaginar um país pouco explorado pelo turismo. Dá para entender a razão de países geograficamente mais distantes como Azerbjão, Georgia e Armênia estarem nesse bolo de países menos visitados, ou quase não visitados. Mas se o país em questão ficar a meia hora de barco de uma das ilhas gregas mais populares, pertinho da mais nova queridinha européia Croácia, e a um ferry da Itália, fica mais dificil entender. Pois esta é a Albânia. Um país de pessoas doces, lugares lindos mas que sofreu com guerra atrás de guerra e tem uma péssima fama da qual não faz jus.

albania (5)

Seu povo divide com os romenos, outros injustiçados, o troféu simpatia da Europa na minha opinião. Muita gente no Brasil provavelmente não tem opinião formada em relação aos albaneses ou a Albânia, mas por aqui na Europa a fama deles é péssima. Nós mesmos já tivemos mais de uma experiência muito ruim, muito mesmo, com albaneses em Londres. Não quero entrar no tema, nem debater as razões que levaram a esta fama. Mas certamente não foi isso que vimos e vivemos enquanto estivemos no país.

albania

A Albânia é aquela Europa que o pessoal da minha geração não teve tempo de conhecer. Aquela autencidade pré globalização,  aonde as mil regras de não pode isso ou aquilo não chegaram, onde as pessoas ainda se importam realmente uma com as outras e não tem medo de olhar no olho, sorrir, abraçar. É aquela Europa onde a capital tem cara de Albânia e não de qualquer outra capital do mundo. É um lugar de verdade com seus prós e contras. Onde falar ingles fluente não serve para muita coisa.

albania (1)

 

É um lugar onde as pessoas ainda dão bala de troco. Onde o senhor da banca de fruta te vende uma sacola de cereja mesmo faltando 20 centavos e te diz para pagar o resto amanha, mesmo sabendo que você é turista e talvez nunca mais o veja. Aliás, é um lugar onde as pessoas estão felizes de te ver, mesmo que você seja turista(ou principalmente). Um lugar onde a vida passa mais devagar(a menos que você esteja usando o transporte público, aí ela passa BEM mais devagar!rs) Um país que voce sente estar descobrindo, porque não há muito informação a respeito, e por mais que você leia sobre pode ter certeza que há uma supresa te esperando.

albania (4)

Aguardem pois este é só um post introdutório de vários que virão desse país que nos encantou e surpreendeu por uma semana. Mas as coisas estão mudando na velocidade da luz por lá. Então se você quer conhecer essa Albânia meu conselho é: corra! Porque uma transformação é só questão de (pouco) tempo. Se você prefere um local com toda a estrutura talvez seja melhor esperar. Mas uma coisa é certa: indo ou não, você ainda vai ouvir falar da Albânia!

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 11 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Escreve todos os posts mas faz o blog junto com o marido, Klaus. Para saber mais sobre, clique no "sobre nós" na barra superior.

8 comentários em “Albânia, a Europa que o turismo ainda precisa conhecer

  • junho 19, 2015 a 2:11 pm
    Permalink

    Posso só assinar embaixo? Eu com toda certeza voltarei à Albânia! Fiquei apaixonada pelo país e pelo povo.

    Responder
    • junho 19, 2015 a 2:24 pm
      Permalink

      Pode, claro! Eu também fiquei com bastante vontade de voltar e passear mais pela riviera Albanesa, pois não deu tempo de ir à várias praias como queríamos. E fiquei com MUITA dó de ver Tirana por tão pouco tempo, praticamente não conhecemos a cidade.

      Responder
      • junho 20, 2015 a 9:39 pm
        Permalink

        Além de querer conhecer as praias, que não entraram no meu primeiro roteiro por falta de tempo, depois da minha viagem descobri o “Peaks of the Balkans”, um roteiro de trekking que passa por Albânia, Montenegro e Kosovo. Fiquei doida para fazer!

        Responder
        • junho 22, 2015 a 10:48 am
          Permalink

          Camila,
          Depois que vi as fotos do norte do país e suas montanhas me bateu aquele desespero de “preciso de mais tempo” ! Mas como sei que é impossível conhecer um país realmente bem sem morar nele ou visitar várias vezes, sei que voltarei lá um dia para ver o que ficou faltando! E com certeza incluirei Montenegro e Kosovo na proxima ida!

          Responder
  • junho 19, 2015 a 7:26 pm
    Permalink

    Excelente post!!! Parabéns!

    Estive na Albânia muito rapidamente em 2013 e voltei com essa mesma interpretação.

    Foi uma viagem que também congregou Croácia, Montenegro e Bósnia. Todos muito interessantes e lindos, mas a Albânia tem algo muito particular. Ao passar a fronteira com Montenegro, o responsável albanês chamou os colegas para mostrar o passaporte brasileiro, todo entusiasmado com nossa presença (ainda que sem entender o que estávamos fazendo lá). Outra coisa que me chamou bastante atenção é um rural muito tradicional, ovelhas pelas estradas, mulheres com lenços na cabeça e a presença simultânea (pelo menos no Norte do país) de católicos, muçulmanos e ortodoxos (inclusive com os três templos na mesma vila).

    É um lugar autêntico, sem se esforçar para isso.

    Para matar a saudade, será ótimo acompanhar os próximos posts.

    Abraços

    Responder
    • junho 22, 2015 a 10:46 am
      Permalink

      Junior. é exatamente isso: o local é autêntico sem fazer esforço para isso, é natural. Quero muito voltar lá e conhecer mais praias e o norte do país também!
      abs

      Responder
    • junho 22, 2015 a 10:49 am
      Permalink

      Aguarde, Luíza. Eu se fosse voce colocaria a Albania na sua lista imediata, já que vc esta tao pertinho agora 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *