Albânia- dicas práticas

Dicas práticas são úteis em qualquer viagem, mas em se tratando de um país como a Albânia, com tão pouca informação disponível, eu acho ainda mais importante!

Como chegar na Albânia?

Nós chegamos de British Airways na capital, em Tirana. Poucas companhias voam para lá, principalmente se comparado aos paises vizinhos. Eu vi que há bastante opção para chegar lá por ar da Itália e parece que também há opções de ferry. É possível chegar da Grécia, preferencialmente da ilha de Corfu, que fica a 30 minutos de Saranda, no extremo sul do país. Assim nós fomos embora da Albânia, de catamaram. Duas companhias fazem o percurso. A Finikas(que foi a usada por nós), que oferece op catamaram que faz a viagem de 30 minutos do porto de Saranda até o de Corfu, e a Ionian que tem um ferry que faz o percurso e dura 2 horas. Chegue pelo menos 40 minutos antes para comprar sua passagem e passar pela imigração. Não sei se aceitam cartão no porto da Grécia, mas no porto da Albânia não, portanto leve dinheiro em espécie para comprar sua passagem, que custa 19 euros por trecho. Não sei se os outros países dos Balcãs estão bem interligados à Albânia, mas pelo que li por cima a coisa é tensa. A Camila Navarro do Viaggiando contou seu drama para chegar à Berat pela Macedôinia, leia aqui.

E o roteiro? 

Depois de pesquisar sobre o país eu descobri que poderia ter ficado mais tempo. Mas sempre é assim, né? Acho que depende muito do que você quer ver, e dos meios de transporte usados. Quem tiver um mês todo, pode ir da montanha ate a Riviera albanesa, passando pelas capital e pelas cidades históricas de Berat e Gjirokastra. Já quem tem menos tempo eu acho que focar o que quer ver é o segredo. Focar nas Montanhas, ou nas cidades históricas(Tirana, Berat e Gjirokastra) ou nas praias. Nosso roteiro teve um pouco de tudo, com foco principal nas praias. Tivemos 6 noites, mas uma delas foi quase perdida já que chegamos bem tarde em Tirana. Não vi praticamente nada em Tirana, mas de tudo foi o que menos deu pena de não ter visto. Depois passamos um dia em Berat e de lá fomos direto ao sul, em Ksamil. Ficamos hospedados lá por 4 noites, mas exploramos outras praias da região, e vimos várias coisas  por perto então tive a sensação de ter visitado muita coisa. Eu recomendo bastante esse mesmo roteiro para quem quer descansar, mas ao mesmo tempo não quer sentir que só viu praia ou só ficou no mesmo lugar com a bunda pra cima. Se você for de carro facilita bastante ver várias praias da região, ou pulando de hotel em hotel, cidade em cidade. Ou mesmo mantendo uma base em alguma praia e indo para outras durante o dia. No final das contas nosso roteiro ficou assim:

dia 1- Tirana

dia 2- Berat

dia 3- Ksamil

dia 4- Ksamil- com passeio a Butrint

dia 5- Blue Eye e Paqysara(pernoite em Ksamil)

dia 6- Ksamil- passeio para as ilhas

Outros roteiros clássicos:

Tirana- Berat- Gjirokastra

Tirana-Durres-Vlore-Saranda(explorando as praias de cada região)

Tirana- Alpes Albaneses

Para quem vem do Brasil, atravessar o oceano só para vir para a Albânia pode ser um pouco demais. Então uma boa  é aumentar o numero de dias da viagem e encaixar um ou mais dos países vizinhos: Grécia, Montenegro, Macedonia ou Sérvia.

Ksmail

O clima

O clima da Albânia vai depender de onde você vai. Mas no geral,  faz calor de verdade no verão(25 a 30 graus), temperaturas amenas nas meia estaçÕes( espere uma média de 15  a 18 graus) e frio no inverno(12 à 5, podendo chegar a temperatura negativa). Logicamente que se você for fazer a rota das Montanhas o clima será um pouco diferente e mais frio que isso.

Quando ir

De novo, depende do que você quer. Se você quer praia, mas quer fugir da muvuca, vá em Junho ou Setembro. Se muvuca não é problema,Julho e Agosto sao os meses mais quentes e badalados para ir às praias. E pelo que li a respeito, mesmo sendo pouco explorada pelos turistas estrangeiros, as praias albanesas mais conhecidas lotam em Julho e Agosto, na maoria das vezes de ksovares e albaneses. Vimos uns italianos e poloneses perdidos também. Acho que as montanhas e cidades devem ficar mais tranquilas do que as praias no verão. Se você tem disponibilidade de tempo, acho que apostar no finalzinho da Primavera e Começo do Outono é a melhor pedida, não só na Albânia mas em qualquer outro lugar da Europa!

Berat

Quanto custa?

Nós dois juntos gastamos 400 libras( pouco menos de 2 mil reais) em 6 dias com TUDO, ou seja pouco menos de mil reais para cada. Hotel, restaurante, transporte, etc. Não nos privamos de absolutamente nada, não escolhemos o mais barato de nenhum lugar mas também não escolhemos o mais caro. Fizemos algumas coisas que encareceram a viagem, que foi andar de taxi algumas vezes entre uma cidade e outra. Se tivessemos mais tempo isso teria sido feito de ônibus mesmo. E esse valor inclui o deslocamento entre cidades, e o ferry até a Grécia. Talvez o valor mude um pouco em real no final das contas porque eu estou fazendo a conversão de libra pra real, não sei o valor gasto em Leke que é a moeda local. Mas eu garanto na Europa vai ser quase impossível conseguir gastar só isso se deslocando para várias cidades, ficando sempre em hotel ao invés de albergue, muito menos num apartamento com o pé na areia da praia como ficamos, comendo no restaurante que tiver vontade, bebendo o que quiser, pegando taxi ao invés de transporte público e ainda assim gastar essa média de 30 e poucas libras por dia. Para conseguir viajar na Europa com esse budget você precisa ser menos exigente nas escolhas.

Por que pra Albânia?

A Albânia é a Europa de anos atrás, aquela que a maioria de nós não teve tempo de conhecer. Se você quer ver um país se descobrindo, sendo descoberto pelo turismo, pessoas muito simpáticas e prestativas, lugares lindos e interessantes e ainda por cima pagar pouco por isso, a Albânia é para você. E o mais legal é que você nem precisa ir à Asia para isso, a Albânia está pertinho de vários outros países bacanas da Europa!

Se quiser ler todos os posts sobre a Albânia, clique aqui.

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 11 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Escreve todos os posts mas faz o blog junto com o marido, Klaus. Para saber mais sobre, clique no “sobre nós” na barra superior.

13 comentários em “Albânia- dicas práticas

  • junho 26, 2015 a 5:57 pm
    Permalink

    Eu nem pensei em incluir as praias porque achei que em setembro o frio já começaria a dar as caras. Na Bulgária isso aconteceu, mas na Albânia estava bem mais quente do que esperávamos. De qualquer forma, não tínhamos tempo suficiente.

    Sobre a conexão com os outros países, dizem que com o Kosovo é muito boa e que a estrada que leva a Pristina é ótima. Eu queria ter feito esse trecho, mas na hora de montar o roteiro acabou não dando certo. E já fica a dica: vale muito a pena conhecer o Kosovo! A simpatia que você encontra lá é a mesma que encontrou na Albânia. =)

    Responder
    • junho 29, 2015 a 9:15 am
      Permalink

      Camila, O Kosovo esta na lista! Uma coisa curiosa que esqueci de colocar no outro post é que kosovares e albaneses são o unico povo do mundo que se consideram realmente “a mesma coisa”. Ouvi isso tanto de kosovares quanto albaneses, em Londres e lá tb, “ah, nós somos o mesmo povo” . Achei super interessante!

      Responder
  • outubro 3, 2015 a 10:07 pm
    Permalink

    Minhas ferias são em Novembro e queria muito conhecer as praias albanesas, mas estou com medo de Novembro ser frio e ficar frustrada. O que você acha?

    Ah, amei sua experiencia!!! Maravilhoso o blog.

    Responder
    • outubro 5, 2015 a 2:10 pm
      Permalink

      Obrigada, Mariana! Eu acho que novembro vai estar frio sim. A não ser que você queira somente ver as praias, nao vejo razão de ir no inverno. Porque realmente são vilas pequenas, que já são meio paradas no verão, imagina ir no inverno e não poder nem entrar na àgua? Pq nao ir às cidades, montanhas? Acho que é uma opção melhor. Praia na Europa nessa época acho que só ilhas canárias realmente, que ficam bem distante geograficamente da maioria da Europa continental. Desculpa te desanimar, mas é minha opinião.

      Responder
  • Março 5, 2017 a 11:53 pm
    Permalink

    Ola Lili.
    To querendo ir para os Alpes Albaneses fazer algumas trilhas, o que acha?
    Qual a melhor época?
    E por onde seria melhor ir, pensando em passagens baratas e tal?
    A rede de hostes é vasta na Albania?
    Parabéns pelo passeio !

    Responder
    • Maio 10, 2017 a 2:42 pm
      Permalink

      Lucas, eu nao fiz os alpes mas li maravilhas a respeito.Acho que Maio, Junho sao epocas boas pq nao e ferias escolares ainda mas nao e muito frio tb. FUi em Junho e amei. Tem bastante hospdagem barata sim.

      Responder
      • junho 25, 2017 a 11:03 am
        Permalink

        Lucas, minha esposa é Albanesa e nos conhecemos Albania bastante. No inicio de Junho viajé no norte de Albania (e vou voltar la em duas semanas com amigos). Como que eu mesmo tambem não sou Portugues vou continuar a escrever em Ingles.
        The most visited valleys in the North are the Valley of Valbona and the valley of Thethi. There is an interesting way to combine both valleys:
        Take a taxi or bus to Komani Lake (best from Shkodra). There is a ferry boat connection to the Fierza (check the departure times in Shkodra) – one of the most spectacular ferry boat rides ever. From Fierza it should not be too difficult to organize onward transport to Valbona valley. The valley has a spectacular natural beauty. Consider spending a day there to explore. From Valbona hired a guide that accompanied us hiking to Thtehi Valley (a 6-7 hours hike ascent 900 m and descent 1000 m) with low technical difficulty – but you need good robust shoes). In Thethi I again recommend staying a least a day to explore (waterfall, natural springs with amazing rock formations, village architecture). From Thethi there are regular buses (early lunchtime) to Shkodra.
        Less travelled is the road from Hani i Hotit (road branches off the main road at the border crossing “Hani i Hotit” to Montenegro) to Vermosh via Tamara. I did the trip two years ago and the road was not yet asphalted (I was told that it has in the meantime been asphalted). The drive is spectacular – steep serpentines amazing mountain scenery. Tamara has a new slow food restaurant called “buke, kripe dhe zemer” (bread, salt and love) that has managed to build up a good reputation for very authentic organic food. From Vermosh you can cross to The Montenegrinian side of the Dinaric Alps (and from there either onwards to Kosovo or continue visiting the also amazing nature of Montenegro).
        If you need further info, let me know – happy to share my passion for that region of Europe.
        Luis

        Responder
  • Março 21, 2017 a 2:43 am
    Permalink

    Olá, Lili !! Como faço para ir de Tirana à Sarande, de ônibus ?

    Responder
    • Maio 10, 2017 a 2:35 pm
      Permalink

      EU peguei dois onibus mas do terminal de onibus de Tirana tem va e onibus direto.

      Responder
  • Abril 11, 2017 a 12:49 am
    Permalink

    oiii, estou planejando a minha trip pra albania, e gostaria de saber em como ir de tirana a sarande. você consegue me ajudar? 🙂

    Responder
    • Maio 10, 2017 a 1:57 pm
      Permalink

      Thais, eu fui de onibus ate Berat e de la de onibus tb ate Sarande. Nao tem misterio! Eh so perguntar pelo terminal de onibus de cada cidade. Creio que de Tirana ate Sarande eh um tempo consideravel, mas tinha van e onibus em TIrana para la sim.

      Responder
  • novembro 3, 2017 a 11:37 pm
    Permalink

    Ola tudo bem ! Sou um viciado em viagens , e quero descobrir estes recantos do planeta !!! Qual a
    Dica de hotel nas praias da Albania ( tipo pe na areia!)
    Adorei o post ! Aerton

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *