Butrint- História a 15 minutos da mais linda praia albanesa

Butrint, ou Butroto em português, é a antiga cidade greco-romana que hoje é um sítio arqueológico na Albânia, que fica a meros 15 minutos de carro de Ksamil, aquela praia linda de morrer sobre a qual já falei aqui. Uma das razões que nos fez escolher Ksamil como base praiana na Albânia foi exatamente sua proximidade a várias atrações interessantes, incluindo Butrint.

Butrint (4)

Pelo pouco pesquisado sobre o parque arqueologico, achei que era pequeno e seria facilmente visitado em 30 minutos. Fui por ser pertinho de Ksamil, algo histórico, etc. Ao chegar lá, tomei um susto! O local é muito maior e mais interessante que eu pensava.

Butrint (7)

E não entendo como ninguém fala sobre aquilo, porque não é um lugar conhecido!

Butrint (3)

Resumidamente,  a cidade de Butrint foi murada, “construída” e dedicada ao Deus Asclepius. no século IV AC. Depois disso a cidade passou na mão de muita gente, entre romanos, bizantinos, venezianos e outros.

Butrint (8)

Depois de muitos anos, no começo do século XIX a grandiosa cidade de antigamente tinha virado uma vila de pescadores em volta do castelo veneziano da região. Precisou de alguns anos para pesquisadores italianos começarem a escavar a àrea e em 1992 Butrint virou patrimônio histórico.

Butrint (6)

A grandeza do lugar deixou a gente bobo. Nós fomos lá de táxi, o motorista nos deixou e disse que voltaria em 2 horas. Eu disse que era muito tempo, e ele olhou assustado. Então ele achou melhor dar seu numero para o guardinha do local e disse que era para ligar quando saíssemos. Sábio homem, hahaha. Nós demoramos pouco mais de 2 horas, e olha que apesar de não termos corrido para ver o local, também não lerdamos, fomos num bom ritmo!

Butrint (1)

Além do famoso teatro romano, que existe em 11 de cada 10 sites arqueológicos, também tem ruinas da basílica, do batistério, dos banhos romanos, uma torre e logicamente o muro da cidade, dentre outras coisas interessantes.

Butrint (10)

No topo do sitio tem um museu, onde você pode ver algumas partes que precisam ficar mais preservadas como estátuas e fragmentos do chão em mosaico de partes da antiga cidade.

Butrint (11)

Além de ter uma bela vista do lago e região!

Butrint (12)

Uma coisa que achei interessante e diferente das ruinas gregas e romanas que eu já vi, é que esta é no meio do mato. O sítio arqueológico não é seco, é todo arborarizado e em algumas parques você se vê numa mata toda fechada! Reparem na foto abaixo que as ruinas ficam engolidas pelo mato! E no fundo o lago e o castelo.

IMG_0116

Sem contar que do outro lado do lago está a ruina do antigo Palácio, que se você for visitar, acrescente mais um tempo nessa 2 horas que eu falei. E mais dinheiro para pagar o barco que vai te levar até lá também.

Butrint (2)

O táxi custou mil lekes(31 reais) ida e volta até Ksamil, e a entrada 700 lekes por pessoa(21 reais).

Para ler todos os posts sobre a Albânia, clique aqui.

Para hospedagem na Albânia, clique aqui.

Para aluguel de carros, clique aqui 

Para seguro de viagem, clique aqui.

 

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no “sobre” e escolha “sobre mim” na barra superior.

5 comentários em “Butrint- História a 15 minutos da mais linda praia albanesa

  • outubro 10, 2015 a 9:26 pm
    Permalink

    Mais uma vez: fiquei muito pouco tempo na Albânia! Realmente não dá pra entender porque o país é tão ignorado pelo meio turístico. Tem tanta coisa bacana!

    Responder
    • outubro 10, 2015 a 10:37 pm
      Permalink

      Camila, me diz como Butrint não está no mapa turístico como outras ruínas famosas? Não tem explicação! Já pensei que pequenos detalhes na Albânia como a falta do cartão de crédito, de uma estrutura maior para turistas não independentes pudessem fazer a diferença mas a verdade é que a falta de informação mesmo. As pessoas simplesmente não ouvem falar do país e só pensam coisa ruim em relação à Albânia mesmo sem saber muito sobre. Uma pena!

      Responder
  • outubro 11, 2015 a 10:16 pm
    Permalink

    Pois é, Lili, eu não acho que o problema seja a falta de estrutura, pois senão ninguém iria para Mianmar, por exemplo. Acho que é mais questão de moda mesmo. Alguns destinos de repente caem na graça dos turistas e aí todo mundo começa a ir para lá ao mesmo tempo, o que pode ser um problema, né? Acredito que em breve isso acontecerá com a Albânia.

    Responder
  • Maio 10, 2017 a 12:19 pm
    Permalink

    Olá Lili, sou portuguesa e tenho já passagem marcada para Albânia em Junho. Estou a pensar alugar carro para fazer a viagem de Tirana para Sarande. Recomenda?!
    Muito obrigada!

    Responder
    • Maio 10, 2017 a 2:02 pm
      Permalink

      Joana, recomendo muito! NA real eu recomendo muito ir a Ksamil pq nao curti muito Sarande. beijoca

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *