Carnaval no Rio- a emoção de realizar um sonho

Ver o carnaval do Rio sempre esteve no topo da minha lista de desejos viajantes. Acontece que mesmo tendo amigos e familiares morando no Rio, ir ao carnaval para fazer o pacote completo de : carnaval de rua, desfilar e ver os desfiles, é muito caro! Mesmo com libras. Mas este ano tudo conspirou a favor, nós fechamos os olhos e lá fomos nós. Cheios de fantasias para os blocos de rua, ingressos comprados para ver bem de perto os desfiles, e com muita expectativa na mala.

Rio de Janeiro

No primeiro dia de carnaval nós encontramos vários amigos e familiares, saímos num dos blocos mais tradicionais de Santa Tereza; o Carmelitas, dançamos fórro ao som de Duane(forrozeiros entederão!) e viramos atração com nossas fantasias. Aliás uma pausa para fazer menção honrosa para minha mãe talentosa, que conseguiu produzir o adereço de cabeça mais lindo do carnaval carioca para eu virar Clara Nunes, de quem sou muito fã!

rio carnival (5)

 

No dia seguinte a gente ia ver os desfiles de perto. Muita expectativa envolvida! Conseguimos comprar uma frisa, que é o mais perto que você vai conseguir ficar do desfile(detalhes num próximo post). Foi muito emociante! Ver tudo aquilo de perto era um sonho realizado. As cores, os adereços, o som da bateria que arrepia cada pêlo do corpo, e o batuque que vai fazer o mais inerte dos mortais querer mexer os quadris. É emociante, é mágico, é realmente o maior espetáculo da terra.

DCIM101GOPRO

Mas nada, NADA, eu digo nada, me prepararia para o que estava por vir. Desfilar na Sapucaí.

rio carnival (9)

Para quem não sabe, o meu marido é músico. Por isso muitos dos nosso amigos também são, inclusive no Rio. Um desses amigos toca em várias escolas de samba, muitas. E em uma delas ele foi diretor de ala este ano. Então quando já estávamos lá no Rio recebemos a notícia que ia ter fantasia para nós, e de graça. Algumas escolas não vendem fantasias, dão para quem vai aos ensaios, conhecer alguém de dentro também ajuda. E a São Clemente é uma delas. Foi um novela pegar essas fantasias porque quando chegamos no barracão elas já estavam com outras pessoas. Mas no fim tudo se resolveu e conseguimos. Foi tudo com emoção para deixar aquele momento ainda mais especial. Chegamos nos 45 do segundo tempo para o desfile, por causa desse vuco vuco todo.

rio carnival (7)

 

A fantasia era de veludo e GG. Pelo menos 3 Lilianas entrariam confortavelmente nela. Tinha chapeu, também de veludo. E estava um calor carioca de verão mesmo, quase 40 graus. Eu achei que não consegueria andar com tanta roupa, que o chapéu ia cair, que eu ia pisar na roupa gigante que sobrava por todos os lados, que a minha pressão baixa não ia dar conta daquele calorão. Não achei que consegueria coodernar isso tudo com a perfomance que a gente ia ter que fazer. Sim, ainda tinha coreografia. A nossa ala tinha dois pratos, fazia barulho e no final ainda ia interagir com a bateria depois do recuo. Achei isso porque não tinha idéia do que estava por vir.

rio carnival (8)

No começo do desfile a gente passa pelas arquibancadas, e o nosso amigo que era o diretor da ala disse: vamos fazer um showzinho para essa galera, porque é a arquibancada popular, precisamos interagir com o povão porque eles merecem.

carnaval do Rio (4)

Foi lindo quando começamos a fazer barulho e a arquibancada em peso levantou. Mas até ali você não vê a Sapucai propriamente dita.

carnaval do Rio (7)

Quando entrei achei que teria um treco. Meu Deus do céu que emoção. Nessa hora já não lembrava de chapéu, de veludo, de calor. Eu só conseguia pensar que aquilo era um sonho. A batucada ao fundo me deixava saber que aquilo era real. Para melhorar, estávamos juntos com vários amigos desse nosso amigo. Gente tão legal, que parecia amigo antigo apesar de conhecer há menos de 24 horas(obrigada, Cíntia!).  Quando a gente parava para fazer uma graça, com direito a batuque, o povo ia ao delírio. Que coisa linda, que vontade de chorar, de rir.

rio carnival (1)

Quando chegamos no recuo da bateria, ela se juntou a nós. Ali perto ficam uns jurados, acho que os últimos. Quando passamos dos jurados e nos juntamos à bateria não deu para segurar, eu alternava entre o choro de emoção e o riso. O som da bateria mais perto, o publico interagindo onde passávamos, aquilo era realmente a realização de um sonho. E um amigo nosso tão querido no comando de tudo, nós cercados de pessoas muito legais. Era um sonho real.

carnaval do Rio (4)

Foi um daqueles momentos”me belisca”. Demais, demais. Até hoje eu choro quando vejo os vídeos da escola, desse dia. Foi especial, e muito mais do que eu tinha na minha imaginação.

carnaval do Rio (2)

Conheço muita gente que detestou desfilar. Eu não sei se foi todo o conjunto da obra que me fez amar. Estar numa ala que fazia barulho e ver a reação tão linda de quem assistia ajudou. Estar entre amigos ajudou. Ser a primeira vez ajudou. Chegar em cima da hora e esperar pouco tempo para o começo do desfile ajudou. Interagir com a bateria ajudou. Mas eu duvido que acharia ruim mesmo sem esses elementos. É um show muito lindo, muito grandioso, especial e principalmente, que representa muito da nossa brasilidade. Então me senti tão bem representada quem nem sei explicar. Há quem ache uma bobagem essa minha emoção, mas eu não consigo entender como alguém possa passar impune a um carnaval carioca.

rio carnival (6)

Foi tudo que eu imaginei e um pouco mais. Com meus amigos e familiares então, melhor ainda!

WhatsApp Image 2016-08-04 at 16.32.32

O único problema é que se ja era dificil ignorar o carnaval morando longe, agora ficou impossível. Quero ir todo ano! Quero me emocionar todo mês de fevereiro!

 

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no "sobre" e escolha "sobre mim" na barra superior.

6 comentários em “Carnaval no Rio- a emoção de realizar um sonho

  • agosto 4, 2016 a 4:48 pm
    Permalink

    Gente, hoje estou mesmo à flor da pele. Chorei lendo esse seu relato, Lili! Não deu pra não me emocionar com vc. Eu sou carioca, já perdi as contas de quantos carnavais passei no Rio e ainda assim não tenho esse amor todo, não. rs Mas cê sabe que falou tanto, que acabei ficando com vontade de ir COM VC! hahahaha

    Quem sabe a gente não se esbarra por lá?
    Bêj!

    Responder
    • agosto 5, 2016 a 9:29 am
      Permalink

      Marla, você é cariocaxxx? Não sabia disso menina! Eu quero muito voltar ano que vem, muito muito mesmo!

      Responder
  • agosto 4, 2016 a 11:12 pm
    Permalink

    Acompanhei sua viagem passo-a-passo e com esse post a vontade só aumentou!!!! Morro de vontade de ir a um carnaval no Rio e senti daqui a sua emoção!!!! Já quero ir também!! Fazer tudo igual, vamos?!

    Responder
    • agosto 5, 2016 a 9:30 am
      Permalink

      Karine, vamos o bonde todo ano que vem!!

      Responder
  • agosto 19, 2016 a 9:01 pm
    Permalink

    Amiga, que delícia de post. Estava ansiosa para ler seu relato deeeesde fevereiro, quando me encantei com todos os seus posts nas redes sociais. hehe
    Fico feliz por você ter realizado esse sonho. Não há dinheiro no mundo que pague isso, né?
    Ahazou no post. Fiquei mortinha de vontade de fazer o mesmo! <3
    Beijão

    Responder
    • agosto 22, 2016 a 10:16 pm
      Permalink

      Pois é, que dificuldade será não ir aos carnavais cariocas. Quero poder ir todo ano! beijo grande!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *