Munique-cervejarias

Quem pensa que a cultura da cevada só existe em Munique na Octoberfest se enganou!

E esta que vos escreve é uma fã incondicional de cerveja, casada com outro fã então Munique foi um templo para nós,hehehe.

Inacreditávelmente nunca fomos a Oktoberfest, mas posso garantir que para beber que nem gente grande nem precisa ir nesta época.

Voltamos muito apaixonados pela cidade, obviamente as cervejarias somente não foram responsáveis isoladas pela paixão instantânea, mas ajudaram! E quero listar 3 que amamos!

Primeiro, o que é mais legal nas cervejarias é que lá você faz tudo. Come bem(e barato!!!), se socializa,  bebe as melhores cervejas e faz turismo, afinal de contas quem disse que elas não são uma das atrações principais da cidade? Conhecemos bastante gente por conta das mesas comunitárias e da lotação das cervejarias que nos obrigavam a sentar no lugar tivesse livre.

A primeira que conhecemos foi a Augustiner Brau! Ela é a cervejaria mais antiga de Munique. Como as outras, vive lotada! Foi um custo achar uma mesa, mas a fome era tanta que andar mais um passo não era opção, então procuramos e acabamos encontrando uma mesa ótima, numa área menos festeira e mais “restaurante” da cervejaria. O Klaus, como o nome sugere,vem de família alemã e comer os pratos típicos eram obrigatórios. Tudo lembrava a Oma dele! Então quando sentamos e vimos os pratos das mesas ao lado ele ficou maravilhado! Lógico que comemos o tradicionalíssimo Schweinshaxe, que é alguma parte da junta do porco que tem essa pele que é queimada no massarico para ficar assim super crocante! E tem o que fazia o Klaus suspirar a cada garfada, que é essa bolinha feita com batata e provavelmente com pão.

Eu que amo carne de porco e não tenho avó alemã, também suspirava pelas comidas. Mas muito gente não curte. Essa gordura eu dispenso, mas ela dá um sabor muito bom a carne!

E a parte que interessa, as cervejas! Como são maravilhosas!

O tamanho dos copos assusta até mesmo quem já bebe há anos as nada modestas pints inglesas de 500 ml. 1 litro de cerveja! Muito mesmo. Das 3 que fomos esta é a que serviu a comida mais gostosa, que tem o atendimento melhor e que tem cervejas com menos de 1 litro sempre! Na outras depois de um certo horário ou se estivesse muito cheia de gente, só de 1 litro!

A mais famosa de todas e que dispensa apresentações, é a Hofbräuhaus.

Ela é muito enorme, mas vive lotada e não conseguimos ser 100% bem atendidos em nenhuma das 2 vezes que fomos lá. Voltamos porque a atmosfera é realmente muito legal e contagiante. A comida é mais barata que nas outras, e é bem gostosa também!

Só o teto do local já vale a visita. Super lindo!

E tem até uma tradicional banda alemã que tem o melhor trabalho do mundo, Toca 15 minutos e para 30! rs

É uma parada obrigatória para quem vai a Munique, gostando ou não de cerveja ou carne de porco. Vá no mínimo para fazer amizade com os alemães, que ao contrário do muita gente pensa são MUITO gente boa!

A nossa cervejaria de fim de noite era a Schneider Weisse .  Não posso falar muito do atendimento ou da comida, pois essa era nossa última parada só para uminha mesmo da despedida. Estava sempre vazia quando fomos, os garçons loucos para irem embora, mas a cerveja era muito boa!! Recomendo pela cerveja.

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no "sobre" e escolha "sobre mim" na barra superior.

2 comentários em “Munique-cervejarias

  • dezembro 28, 2015 a 3:02 pm
    Permalink

    Liliana, bom dia.
    Quero parabenizá-la por tuas dicas. Moro em Petrópolis-RJ-Brasil e também viajo muito e tenho o hábito de pesquisar muitos e muitos sites e blogs antes de viajar, o teu me surpreendeu, tem me ajudado muito com lugares e meios de transportes. Bem escrito e links utilíssimos, notei que haveria mais para ver e de forma mais rápida e barata, mesmo nos lugares que já fui. Minha próxima viagem será para Romênia e Grécia (Em maio/2016, se Deus quiser) e aproveitei muito tuas dicas sobre Brasov (só que terei disponibilidade de 7 noite na Romênia e 13 na Grécia), depois desta farei um tour pela Alemanha, que já havia planejado a muito tempo, mas não tenho data (não quero neve). Agradeço pelas informações disponibilizadas e espero que continue assim passando tuas experiências vividas nos teus passeios.
    Garrett.

    Responder
    • janeiro 4, 2016 a 3:22 pm
      Permalink

      Pedro,
      Um comentário como o seu me alegra tanto! Não só pelos elogios, mas principalmente por achar que as minhas dicas irão ajudar numa viagem sua. Espero que as dicas sejam realmente utéis! um abraço 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.