Complexo de Karnak

Enquanto o Vale dos Reis conquistou o meu coração, o complexo de Karnak foi o preferido do Klaus.

Não é para menos. O complexo de Karnak só perde para as pirâmides de Gizé como local histórico mais visitado do Egito.

Tudo é muito exageradamente grande no complexo, e mil explicações do egiptólogo enriqueceram muito a nossa visita. Aliás, eu acho que todo e qualquer local histórico no Egito merece um guia. Não sou adepta a eles normalmente, mas um dos pontos altos da viagem não foram somente os passeios que fizemos, mas o aprendizado que ganhamos com cada um deles. Tudo  fez muito mais sentido com as explicações , desde pequenos detalhes que para nós não eram nada até as grandes construções.

Gaste o tempo que você puder no complexo e ainda não será o suficiente, e até pelo tempo que uma visita ao complexo exige, melhor escolher ir num horário que o calor castiga menos.

Nem lembro quanto tempo passamos em Karnak mas foi bastante.

Revendo minhas fotos eu percebi que nenhuma delas faz justiça ao que vi por lá!

 

Não sei se foi a “aula”do egiptólogo, se foi realmente o tamanho das pilastras, obeliscos, etc, ou se tudo isso junto, mas Karnak é muito mais do que as fotos mostram.

A única tristeza desse dia foi que depois de acordarmos as 4 da manhã para vermos o sol nascer nos ares, visitar o Vale dos Reis e terminar com Karnak, às 4 da tarde não tinha sobrado nada de nós. Nosso tour era ótimo, mas como já sabemos nada é perfeito e tour tem dessas. Estava muito quente nesse dia também, aquele calor que deixa o corpo mole. A intenção era conhecer o Templo de Luxor à noite, mas mesmo os mais fominhas do grupo(eu, eu!) concordaram que era impossível aproveitar qualquer coisa naquele cansaço. O guia nos tranquilizou dizendo que nenhum templo era maior e mais impressionante que aquele. E dormimos tranquilos porque realmente, nada podia ser mais imponente que o complexo de Karnak.

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no “sobre” e escolha “sobre mim” na barra superior.

2 comentários em “Complexo de Karnak

  • novembro 7, 2012 a 10:43 pm
    Permalink

    ESPLENDIDO! MONUMENTAL! INEBRIANTE! Dá vontade de entrar nas fotos. Amei!
    Vc sabia que o gregos e romanos aprenderam a fazer estatuas grandes com os Egípcios? Eles cultuavam seus deuses em pecinhas pequenas, carregavam consigo. Quando conquistaram o Egito e viram a grandiosidade trataram logo de aprender. E aperfeiçoaram. Exageravam as formas humanas dos deuses e buscavam a perfeição. Aiiiicomo tudo isso me fascina! To devorando seu blog.

    Responder
    • novembro 8, 2012 a 12:38 am
      Permalink

      Que bacana, Lucy! Nao sabia. Foi uma viagem inesquecível. Na verdade todas são, mas esta vai ficar marcada!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *