Nagarkot-sentindo um gostinho dos Himalaias

A nossa única exigência no Nepal era ver os Himalaias. Com menos de 4 dias para fazer e ver tudo, isso parecia missão impossível. Entre uma pesquisa e outra achei essa cidade, Nagarkot que parecia perfeita para o que queríamos. Ela não só fica próxima a Kathmandu como também no caminho para lá poderíamos parar em Bhaktapur, então conseguiríamos visitar as duas numa tacada só. A cidade é conhecida por ter um lindo nascer do sol, com os primeiros raios do dia refletindo nas montanhas dos Himalaias. E isso somado a proximidade à capital faz com que ela receba muitos turistas como nós, que vão ficar pouco tempo mas ainda assim querem um gostinho do que o Nepal tem de melhor, sua cadeia de montanhas.

P1040318

Mas como nada é perfeito, li em vários fóruns que muita gente vai lá e não consegue ver nada de montanha. Zero visibilidade, 10 de nuvens. Imagina que tristeza! De qualquer maneira isso era pura loteria. Quando se depende do clima, não há muito o que fazer, principalmente porque ver as montanhas não dependia de época do ano, somente de um céu limpo. Tinhamos que contar com a boa vontade das nuvens. Achei que valia a pena arriscar, e estava certa! Como saimos cedo o suficiente de Bhaktapur, chegamos a tempo não só de vermos as montanhas, como também fomos agraciados com um lindo por do sol.

P1040253

E ainda vimos um céu estrelado de dar inveja em qualquer deserto.

P1040262

No dia seguinte, o hotel(vou falar dele depois) toca um sino quando a claridade começa a aparecer chamando seus hóspedes para ver o sol nascer. De repente muita gente que você não viu no dia anterior aparece para aguardar o grande momento. E para a nossa felicidade e sorte, o céu estava aberto de novo!

P1040300

O mais engraçado foi ver a chinesada toda saindo dali logo após o sol ter aparecido. Eles despencam até a cidade para ver aquilo e 5 segundos depois riscam do caderninho e saem correndo. Nem curtir o mínimo do lugar? Não entendo, mas dei risada deles. Depois de um bom café da manhã voltamos ao terraço do hotel e o dia estava ainda mais lindo.

P1040372

Tiramos um milhão de fotos repetidas, mas nenhuma traduz a beleza da realidade. Sem dúvida um bom fotógrafo faria fotos incríveis pois um céu aberto naquele lugar é um presente para qualquer amante de fotografia!

P1040370

Ficamos ali, admirando cada minuto e agradecendo a Deus, Buda e Shiva por podermos ver mais um dia começar, mas de uma maneira ainda mais especial.

P1040375

Fomos com um motorista que contratamos como contei no post sobre Bhaktapur. A viagem não demora nem 2 horas, A estrada tem trânsito e os motoristas são malucos, mas nada que abale muito um brasileiro. Só não acho prudente ir a noite. Baseada na minha experiência recomendo ir a Nagarkot se você estiver com o mesmo problema de tempo mas ainda assim quer ver os Himalaias.  Só lembre-se que ver ou não as montanhas é uma questão de sorte! Se serve de consolo para quem não conseguir ver, foi muito bom também sair da loucura de Kathmandu. Sentir o que realmente é o Nepal, a vida tranquila, o friozinho, os dias que começam e acabam cedo diz muito mais sobre o país do que a confusão da capital.

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 12 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Para saber mais clique no "sobre" e escolha "sobre mim" na barra superior.

2 comentários em “Nagarkot-sentindo um gostinho dos Himalaias

  • janeiro 14, 2013 a 1:35 pm
    Permalink

    Não fomos em Nagarkot justamente com medo do Himalaia não estar visível. Resolvemos ir até Pokhara, de onde há uma vista linda para o Annapurna. Ficamos lá três dias. E em dois deles, nada de montanhas. Três das 10 montanhas mais altas do mundo estavam ao redor da cidade, mas simplesmente não deram as caras. Por sorte o tempo abriu, e no último dia conseguimos ver! Espetacular! =)

    Responder
    • janeiro 14, 2013 a 2:09 pm
      Permalink

      A idéia principal era ir a Pokhara, mas no final me peguei fazendo um roteiro irreal para o tempo que teriamos no Nepal. Nagarkot foi bom o suficiente e tivemos muita sorte de céu aberto 2 dias.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.