5 razões para visitar cidades "exóticas" ou pouco conhecidas

Muita gente morre de medo de visitar lugares chamados “exóticos. Coloco entre aspas porque o exótico está no olho de quem vê. O 360 meridianos tem um post super bacana sobre isso e que resume bem o que penso.Quem quiser ler clique aqui! E quando o lugar além de diferentão é pouco visitado então, aí que tem quem não vá mesmo. A idéia é sempre a mesma: é perigoso, é complicado, não quero me estressar, sou café com leite ainda. Mas viajar para lugares diferentes da sua cultura é muito mais simples do que se imagina. Viajar é viajar, minha gente! Não tem muito mistério. E o fato do lugar não ser exatamente como o país onde você mora não significa que vai ser complicado, só diferente.

Abu Dhabi

Eu estou longe de ser PHD no assunto, pelo contrário, todos os lugares onde vamos existem turistas. Não somos os únicos. Mas confesso, lugares que tem uma cultura diferente da minha me atraem, eu curto bastante poder experimentar algo completamente novo dentro do meu universo. Então temos alguns poucos lugares assim na lista e ao longo do tempo fomos adquirindo essa fama de conhecer lugar “esquisito” como ouço hahaha. Aí resolvi listar alguns dos motivos que me levam, e podem te levar também, para esses lugares!

1)Choque cultural 

os lugares que as pessoas chamam de exóticos costumam ter uma cultura forte e diferente da nossa, então a maioria desse tipo de destino proporciona o tal do choque cultural. É aquele momento da viagem que você vai enxegar além do ponto turístico, que vai te fazer ver o mundo de uma forma diferente e através dele você pode aprender algo que vai durar mais do que o imã de geladeira com o desenho da Torre Eiffel.

Nepal

2)Preço 

Logico que isso não serve para todos os destinos exóticos nem para os poucos visitados. O Butão é super diferente, pouco visitado, e é uma fortuna. Mas de maneira geral, existem muito mais destinos “exóticos” baratos do que caros. Não digo a passagem que varia de preço de lugar para lugar, mas os gastos no local em si. Se você pensar que com o preço de uma promoção do Macdonald’s na Escandinávia você faz todas as refeições do dia em restaurantes bons na maioria dos países do sudeste asiático e ainda sobra dá para pensar em incluir esses lugares nas próximas viagens, né não?

3) Interação

Nem todo lugar diferentão proporciona isso, mas sem dúvida é mais fácil conseguir bater papo com um cambojano do que com um londrino. Lógico que isso não significa que em Londres você não vai conhecer nenhum londrino, ne? Mas pelo menos as experiências que nós tivemos foram assim. Em lugares tidos como exóticos as pessoas tendem a ser mais abertas até porque você também é exótico para eles! E essa curiosidade que a gente desperta num povo e eles despertam em nós pode ser uma imã. Nos lugares que além de diferentes são poucos visitados, isso fica potencializado, já que além de diferente, você é raridade. Então as pessoas tem mais vontade, tempo e paciência para conversar com você. Além de interarir com os nativos, a interação com os outros visitantes geralmente acontece também nos lugares com poucos turistas, afinal de contas, algo em comum vocês podem ter para estar visitando um lugar fora do mapa do turismo em massa. Acho que naturalmente a gente quer papear com os viajantes que encontra para trocar experiências quando o lugar é mais inusitado. Preciso explicar que isso é o que eu mais amo nos lugares? Não né?

India criancas

4) Surpresa

O que é considerado realmente novo nesse nosso mundo de hoje? Quase nada! A internet e toda a rapidez com que as informações chegam estragam qualquer surpresa! E vamos combinar que a gente já sabe mais ou menos o que esperar dos lugares mais manjados. Por mais emocionante que seja ver o Coliseu pela primeira vez, tanto já foi dito sobre, tantas fotos a gente vê do lugar que mesmo sem nunca ter ido a gente já se sente intimo. Há muita emoção ao ver um monumento assim a primeira vez ao vivo, mas não há muita surpresa. Já quando a cultura é o oposto da sua, a surpresa acontece o tempo todo. Eu já sabia que o Taj Mahal seria um dos monumentos mais lindos e inesquecíveis para mim. Sem surpresas aí. Mas a cada minuto a cultura da India me deu um tapa na cara. Era surpresa atrás de surpresa, mesmo sendo um país tão turístico, que tanto se fala sobre, mas o fato de ser tudo tão novo para nós nos fez trazer muita novidade na bagagem!

5) Quebrar preconceitos

Quem diria que na Romênia, ao invés de ciganos que roubam criancinhas, eu encontraria um dos povos mais doces e simpáticos da Europa! Quem diria que eu encontraria um pouco de silêncio, tranquilidade e paz em plena India, e nem precisaria ir a um Ashram para isso! E quem diria que não só de Tailândia vivem as melhores ilhas da Ásia, que elas também existem nas Filipinas, onde há muito além de furacão e terremoto! Sim, preconceitos existem no mundo da viagens também. E sei que os destinos “exóticos” tendem a sofrer mais preconceitos que os demais destinos simplesmente porque o novo pode assustar, e o desconhecido ainda mais. Então visitar esses lugares é uma ótima oportunidade para provar que o preconceito dos outros, ou o seu mesmo, não tem fundamento nenhum.

El Nido Filipinas

Será que eu dei razão suficiente para convencer a colocar alguns destinos menos esperados na listinha de viagem? Espero que sim!

Facebooktwittergoogle_plusmail

lilistahr

Uma capixaba morando em Londres há mais de 11 anos, e apaixonada pela capital britânica. Viciada em viagem, com uma queda por praias paradísiacas e destinos menos óbvios. Escreve todos os posts mas faz o blog junto com o marido, Klaus. Para saber mais sobre, clique no “sobre nós” na barra superior.

Um comentário em “5 razões para visitar cidades "exóticas" ou pouco conhecidas

  • novembro 18, 2016 a 12:00 pm
    Permalink

    Dubôrtisita, mistura de Dubai com aborto parasita. Dubai, versão endinheirada de uma muquiroca, mistura de muquifo com maçaroca. Dubai versão lunática de uma Brasília, capital dos brasileiros…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *